Trump diminui desvantagem para Hillary | Legado judaico no mundo | DW | 22.10.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

EUA

Trump diminui desvantagem para Hillary

Segundo pesquisa divulgada pela agência de notícias Reuters e pelo instituto de opinião Ipsos, candidato republicano à Casa Branca reduz para 4 pontos percentuais seu handicap eleitoral em relação à ex-primeira-dama.

default

Donald Trump fala para apoiadores em comício na Carolina do Norte

O candidato do Partido Republicano à presidência americana, Donald Trump, conseguiu diminuir, na semana passada, a desvantagem que tinha frente à rival democrata, Hillary Clinton, na preferência do eleitorado.

Segundo pesquisa da agência de notícias Reuters e do instituto de opinião Ipsos, divulgada nesta sexta-feira (21/10), Donald Trump teria 40% dos votos, enquanto Hillary chegaria a 44%. Na semana anterior, essa diferença era de sete pontos percentuais.

Assim, Donald Trump retorna aos valores que tinha antes da divulgação do seu vídeo com comentários depreciativos em relação a mulheres. Para a pesquisa, foram consultados quase 1.200 eleitoras e eleitores americanos entre os dias 17 e 21 de outubro.

A pesquisa constatou ainda que somente metade dos republicanos aceitaria Hillary como presidente, se ela ganhar as eleições de 8 de novembro próximo. Entre os entrevistados do partido de Trump, 70% afirmou que, caso venha a acontecer, uma vitória democrata seria fruto de fraude.

Trump alertou diversas vezes para manipulação eleitoral, reservando-se o direito de contestar o resultado da votação. Isso fez com que Hillary acusasse o rival republicano de ameaçar a democracia. Uma transferência pacífica de poder está entre as coisas que diferem uma democracia de uma ditadura, afirmou a candidata democrata durante um comício em Cleveland, no estado de Ohio.

CA/rtr/ots

 

Leia mais