Trump demite Tillerson do cargo de secretário de Estado | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 13.03.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Estados Unidos

Trump demite Tillerson do cargo de secretário de Estado

Por meio do Twitter, presidente dos EUA anuncia de forma sumária troca de comando no órgão responsável pelas relações exteriores, que passará a ser chefiado pelo atual diretor da CIA, Mike Pompeo.

Rex Tillerson

Tillerson divergiu do presidente em vários temas da política externa dos EUA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta terça-feira (13/03), por meio do Twitter, que vai substituir o atual secretário de Estado, Rex Tillerson, pelo diretor da CIA, Mike Pompeo.

A agência de inteligência será comandada pela atual vice do órgão, Gina Haspel, acrescentou o presidente. Ela será a primeira mulher no cargo. Pompeo, se confirmado, será a primeira pessoa a comandar a principal agência de inteligência e a ocupar o principal cargo da diplomacia americana.

Leia mais: O entra e sai sem fim do governo Trump

Em sua curta mensagem, o presidente não deu qualquer explicação para as trocas. Tillerson e Trump divergiram com frequência sobre vários tópicos da política externa dos Estados Unidos. Relatos de estranhamentos entre os dois existiam desde outubro do ano passado, quando a emissora NBC informou que Tillerson chamara Trump de "idiota".

O secretário de Estado nunca desmentiu a notícia, mas insistiu várias vezes que seu relacionamento com o presidente era sólido. Tillerson, um conhecido empresário do setor petrolífero, deixou o comando da Exxon Mobil para assumir o Departamento de Estado no governo de Trump. Ele acabara de retornar de uma viagem para a África.

Pompeo: leal ao presidente

Mike Pompeo

Mike Pompeo compartilha várias opiniões sobre política externa com o presidente

Um funcionário da Casa Branca disse à agência de notícias AP que Trump queria ter uma nova equipe para as negociações com a Coreia do Norte e as várias questões comerciais que surgiram. Pompeo costuma informar o presidente sobre assuntos de inteligência e é visto como uma das vozes mais críticas em relação à Coreia do Norte.

Ao anunciar a troca, Trump afirmou que Pompeo, de 54 anos, fará "um trabalho fantástico". O novo chefe do Departamento de Estado é um republicano ultraconservador que é descrito como extremamente leal ao presidente e que costuma defendê-lo de críticas.

Ele também tem posições semelhantes às do chefe em assuntos como Coreia do Norte e Irã. Pompeo já defendeu várias vezes romper o acordo nuclear com o Irã, em linha com a posição de Trump.

Pompeo estudou engenharia na Academia Militar de West Point, serviu por cinco anos como oficial do Exército e, em seguida, estudou Direito na Universidade de Harvard. Em 2011 foi eleito para a Casa dos Representantes pelo estado de Kansas. Em 2017, foi para a CIA. O Senado o aprovou para o cargo com 66 votos a favor e 32 contra.

Ligado ao ultraconservador Movimento Tea Party, Pompeo foi um dos mais ferozes críticos da candidata democrata, Hillary Clinton, na eleição de 2016. Ele é visto como uma pessoa engajada, mas também agressiva com seus subordinados, e foi contra classificar o polêmico método waterboarding como tortura.

AS/rtr/ap/dpa

----------------

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App

Leia mais