1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Tropas ucranianas prendem dois soldados russos em território separatista

Forças de Kiev detêm dois militares da Rússia no leste ucraniano, região controlada pelos rebeldes pró-Moscou. Apesar de um cessar-fogo oficial, autoridades ucranianas relatam baixas em combates.

Soldados ucranianos capturaram neste domingo (17/05) dois militares russos em áreas controladas por separatistas no leste da Ucrânia.

"Dois soldados russos estão presos e nossos investigadores estão trabalhando com eles", disse o porta-voz militar de Kiev, Andriy Lysenko, em entrevista coletiva. O Exército ucraniano alegou que capturou os dois soldados russos cerca de 15 quilômetros de Luhansk, reduto dos rebeldes pró-Rússia.

Três soldados ucranianos foram mortos e 17 sofreram ferimentos em um ataque de morteiro perto de Svitlodarsk, a nordeste da cidade de Donetsk, também controlada pelos separatistas.

Os separatistas, entretanto, acusaram as tropas ucranianas de efetuar disparos perto do aeroporto de Donetsk, matando um líder rebelde e ferindo outro, afirmou o comandante Eduard Basurin em comunicado ao serviço de notícias DAN, que pertence ao grupo rebelde.

A violência diminuiu consideravelmente no leste da Ucrânia desde que um novo acordo de cessar-fogo foi assinado entre Kiev e os separatistas, em fevereiro. No entanto, incidentes esporádicos de combates ainda ocorrem, resultando em mortes.

Ucrânia, países da União Europeia (UE) e os Estados Unidos acusam Moscou de apoiar os rebeldes fornecendo armas e artilharia pesada. O comandante militar da Otan, o general Philip Breedlove, disse ao Congresso dos EUA no mês passado que as forças militares da Rússia poderia estar usando o cessar-fogo para preparar uma nova ofensiva dos rebeldes no leste ucraniano. Moscou nega as acusações.

PV/afp/rtr

Leia mais