1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Tribunal alemão condena quatro terroristas da Al Qaeda à prisão

Penas variam entre quatro e meio e nove anos de detenção. Os radicais muçulmanos são acusados de planejar a construção de uma bomba, com a intenção de realizar atentados na Alemanha.

Prozess gegen Al Kaida Mitglieder am Oberlandesgericht Düsseldorf 13.11.2014

Abdeladim El-K. (centro) foi mencionado em carta encontrada em local onde Osama bin Laden se escondia, no Paquistão

O Tribunal Superior Regional de Düsseldorf condenou à prisão nesta quinta-feira (13/11) quatro homens acusados de pertencer ao grupo terrorista Al Qaeda e de planejar atentados no país. Eles cumprirão penas que variam de quatro anos e meio a nove anos de detenção.

"O tribunal está convencido de que os réus pretendiam cometer atentados terroristas na Alemanha, sob ordens da liderança do Al Qaeda", anunciou um porta-voz do órgão de Justiça.

Abdeladim El-K., 33 anos, acusado de pertencer à organização terrorista e de planejar crimes que ameaçam o Estado, teve a pena mais pesada, de nove anos de prisão. Segundo a corte em Düsseldorf, ele é o terrorista de hierarquia mais alta na Al Qaeda a se apresentar diante de um tribunal alemão até hoje.

Assim como os demais réus, El-K. sempre silenciou diante das acusações. Seus defensores pediam uma pena máxima de sete anos. Jamil S., de 34 anos, e Amid C., de 23, foram condenados a cinco anos e meio, enquanto Halil S., de 30 anos de idade, terá que cumprir quatro anos e meio de detenção por apoio à organização terrorista.

A república próxima à Universidade de Düsseldorf em que os jovens radicais muçulmanos viviam, estava sob observação constante. Quando as atividades no apartamento e as compras feitas por eles começavam a indicar a construção de uma bomba, em 29 de abril de 2011 a polícia desmantelou a chamada "célula de Düsseldorf", prendendo três deles. O quarto foi detido na cidade vizinha de Bochum.

Cinco semanas mais tarde, um escrito encontrado no abrigo do líder morto da Al Qaeda Osama Bin Laden no Paquistão colocava em evidência o papel de Abdeladim El-K: promover um banho de sangue na Europa. O julgamento dos rapazes durou mais de dois anos.

MSB/dpa/rtr

Leia mais