1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Trem magnético colide a 200 km/h e mata 23 pessoas

Choque entre Transrapid e um veículo aconteceu sobre um trilho usado para testes no Estado da Baixa-Saxônia. Dez passageiros ficaram feridos. Acidente pode ter sido causado por falha humana.

default

Equipes de resgate trabalharam durante todo o dia para retirar vítimas dos escombros

Um acidente num trecho de testes do trem magnético de alta velocidade Transrapid matou 23 pessoas e feriu outras dez na manhã desta sexta-feira (22/09). A colisão aconteceu no povoado de Lathen, na comarca de Emsland, no Estado da Baixa-Saxônia (norte da Alemanha).

De acordo com a polícia, até o início da noite haviam sido retirados 23 corpos dos escombros. Dez pessoas sobreviveram ao acidente e estão internadas em estado grave num hospital da região. A polícia chegou a falar em 25 mortos, mas o número foi de novo reduzido para 23.

Transrapid-Unfall im Emsland

Bombeiros utilizaram escadas Magirus

A identidade das vítimas ainda é desconhecida. Segundo o governador da Baixa-Saxônia, Christian Wulf, trata-se de empregados da companhia de energia RWE e de seus convidados. A empresa responsável pela operação do trecho, a IABG, informou que a colisão foi causada por falha humana. "Pelo que se sabe até o momento, o acidente não foi causado por problemas técnicos, mas por falha humana", afirmou a empresa.

A chanceler federal Angela Merkel visitou o local do acidente no início da tarde. O ministro dos Transportes, Wolfgang Tiefensee, interrompeu sua viagem à China por causa da tragédia. Ele deve retornar ainda neste sábado à Alemanha.

Resgate

De acordo com informações da polícia, o trem se chocou, a cerca de 200 quilômetros por hora, contra um veículo utilizado para a limpeza dos trilhos. Segundo uma testemunha, o trem empurrou o veículo por mais de 500 metros. Até o início da noite, não havia sido divulgado se o veículo, no qual estavam pelo menos duas pessoas, deveria estar sobre os trilhos naquela hora.

Transrapid Unfall in Emsland Bergung Rettungskräfte

Escombros tiveram que ser serrados

Em torno de 400 pessoas trabalharam durante todo o dia na operação de resgate. A principal dificuldade enfrentada por elas está relacionada com o local do acidente, um trecho mais elevado dos triilhos e que fica entre cinco e sete metros acima do solo. Os bombeiros utilizaram escadas Magirus e tiveram que serrar parte dos escombros para chegar até as vítimas.

Tecnologia alemã

O Transrapid é desenvolvido por um consórcio entre a Siemens e a ThyssenKrupp. Segundo um assessor da Siemens, as conseqüências do acidente para o futuro do trem magnético ainda não podem ser determinadas. A China é o único país em que o Transrapid é utilizado, ligando o aeroporto de Xangai ao centro da cidade.

Apesar do acidente, o presidente da ThyssenKrupp, Ekkhard Schulz, afirmou estar convencido de que a tecnologia empregada no Transrapid é segura. A declaração foi dada ao canal de televisão ZDF .

O trecho em que aconteceu o acidente possui 31,8 quilômetros de extensão e é o maior do mundo para testes com trens magnéticos de alta velocidade. Ele fica entre os povoados de Lathen e Dörpen.

Leia mais