1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Treinador quer conquistar ouro em salto de esqui

As Olimpíadas de Inverno começam em fevereiro. Até lá, o treinador alemão das provas de salto em esqui garante que sua equipe será insuperável.

default

Salto do esquiador alemão Sven Hannawald durante o Torneio das Quatro Rampas.

Toda a preparação está sendo mantida em segredo absoluto. O treinador da equipe alemã de provas em salto de esqui, Reinhard Hess, acredita que o silêncio vale ouro. Por isso mesmo ele não revela qual será a estratégia adotada para alcançar seu próximo objetivo: conseguir que os atletas alemães brilhem nas Olimpíadas de Inverno em Salt Lake City, nos Estados Unidos, com reluzentes medalhas de ouro penduradas no pescoço.

O que se sabe até agora é que Hess está envolvido numa minuciosa operação para tornar sua meta uma realidade. Pouco antes do Natal, ele enviou três pessoas a Salt Lake City, em missão secreta. Seu assistente Henry Glass e dois esquiadores, Roland Audenrieth e Michael Neumayer, foram examinar as rampas de saltos, testar diversos esquis e ainda fazer uma inspeção do local onde serão realizadas as competições olímpicas de inverno.

A missão exigiu do trio um árduo trabalho. Cada um dos atletas chegou a saltar dos trampolins de esqui 10 vezes consecutivas, quando o habitual em um treino são, no máximo, cinco saltos. Henry Glass, por sua vez, não ficou parado observando. Sua incumbência foi documentar em vídeo os saltos dos atletas, para serem posteriormente avaliados pelo chefe da "operação secreta", o treinador Reinhard Hess.

"Existem certas pecualiaridades nas rampas de 200 metros de altura em Park City", disse Glass, referindo-se à neve extremamente seca e aos ventos que sopram na região, fatores naturais que influenciam o desempenho dos atletas. O alemão, entretanto, não fez qualquer comentário sobre o resultado dos testes nem revelou quais os esquis que serão usados pela equipe.

Treino

Os atletas alemães estão aproveitando o Torneio das Quatro Rampas (constituído de quatro provas, duas na Alemanha e duas na Áustria) para testar suas reais chances nas Olimpíadas de Inverno.

Segundo o treinador Reinhard Hess, as saídas serão bem rápidas em Salt Lake City e a menor distração ou perda de controle poderão influenciar o desempenho. "É preciso ter um pouco de sorte", admitiu o treinador, embora não pretenda deixar tudo nas mãos do destino.

"A sorte só acompanhará os mais hábeis. Por isso temos que calcular todas as prováveis eventualidades e preparar uma estratégia de ação", resumiu Hess, justificando assim o objetivo de sua secreta operação de treinamento.