1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Trabalho só no papel?

Após aprovação parlamentar definitiva da reforma do mercado de trabalho, governo se empenha em garantir implementação. Na Alemanha, acirram-se os debates sobre a política de trabalho.

default

Ministro Wolfgang Clement apela ao empresariado por mais empregos

"A lei é uma coisa, sua implementação, outra", declarou o ministro alemão da Economia, Wolfgang Clement, insinuando que o combate ao desemprego depende em grande parte da iniciativa da sociedade. Após a aprovação do pacote de reformas do mercado de trabalho pelo Bundesrat, a câmara alto do Parlamento alemão, a coalizão se defronta agora com o desafio da implementação de suas medidas.

De sua parte, o governo anunciou que o Departamento Federal de Trabalho já quadruplicou para 41 mil o número de funcionários encarregados de orientar pessoas desempregadas há mais de um ano. No entanto, assinalou Clement, a criação de novos empregos continuaria dependendo sobretudo do empresariado. Parte dos empregadores, por sua vez, estão tornando a criação de emprego uma condição do aumento da jornada de trabalho, uma proposta severamente rejeitada pelos sindicatos.

Para implementar as reformas do mercado de trabalho, o governo também encontra resistência por parte dos estados do leste do país, contrários à integração de salário-desemprego e ajuda social. Sem a iniciativa dos estados e municípios, as reformas ameaçam ficar no papel.

Confira no link abaixo os principais pontos da nova lei de mercado de trabalho.

Leia mais