1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Três assaltos a carro-forte em uma semana

Coincidência ou não, houve três assaltos a transportes de valores na Alemanha nesta semana. No maior assalto do gênero no país, no dia 25, os ladrões levaram 8,6 milhões de euros. Um cúmplice foi detido na Suíça.

default

Peritos da polícia transportam as caixas de onde foi roubado o dinheiro em 25.02.02

Um italiano de 23 anos foi detido num posto fronteiriço em Chiasso (Suíça), com um milhão de euros do assalto a um transporte de valores na Alemanha, na segunda-feira passada (25). Residente em Frankfurt, ele tentava entrar na Itália levando duas malas com as cédulas. Nesse que foi o maior assalto da Alemanha, os ladrões levaram 8,6 milhões de euros.

O detido declarou à polícia italiana que foi encarregado de levar as malas para Nápoles, tendo recebido a ordem de Angelo Della Pietra, um italiano de 25 anos, tido como um dos três assaltantes. A polícia alemã vai enviar investigadores à Itália para coordenar melhor a ação com seus colegas italianos. O principal suspeito é o motorista do carro-forte, o francês de origem marroquina, Faouzi Boudou (23). Os assaltantes portavam uma bazuca e metralhadoras.

Onda de assaltos - Uma vez divulgada a notícia, foi como se o exemplo fizesse escola. No mesmo dia 25, a polícia conseguiu evitar que mais um carro-forte fosse assaltado, desta vez em Dietzenbach, perto de Frankfurt. Na noite de sexta-feira (01) ocorreram dois assaltos, em Weierbach, perto de Idar-Oberstein, cidade conhecida por seu comércio de pedras preciosas, e em Villingen-Schnenningen (Baden-Württemberg), sul do país.

No primeiro, assaltantes mascarados interceptaram o transporte em pleno centro comercial. Eles também estavam armados de bazuca e metralhadoras, chegaram a disparar contra o carro, mas não feriram ninguém. A polícia não quis mencionar o montante do roubo, para não atrapalhar as investigações, indicando apenas tratar-se de uma "importância de seis dígitos".

Nova dimensão da violência - As investigações policiais revelam que geralmente há funcionários das transportadoras de valores envolvidos no roubo. Dos 14 assaltos a carros-forte registrados na Alemanha em 2001, funcionários participaram da gangue em seis casos. Em outros dois, o roubo foi simulado. "Há poucas exigências e averiguações quando se trata de contratar alguém no setor de transporte de valores", diz Eike Bleibtreu, presidente da Liga Alemã de Investigadores.

"Os funcionários ganham salários baixos e não são adequados para lidar com milhões de euros", acrescenta. Melhores condições de segurança nos transportes exigiu, por sua vez, o presidente do Sindicato dos Policiais, Konrad Freiberg, que referiu-se a uma "nova dimensão da violência".