1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Torre Eiffel é fechada em protesto por mais segurança

Funcionários de um dos mais conhecidos cartões postais do mundo fazem greve e pedem reforço policial para coibir ação de batedores de carteira.

Funcionários da Torre Eiffel fecharam as portas de um dos mais conhecidos cartões postais do mundo nesta sexta-feira (22/05) em protesto contra a ação de batedores de carteira. Eles querem reforço na segurança do local, por onde circulam milhares de turistas todos os dias.

"Sempre houve batedores de carteira na Torre Eiffel, mas agora estamos enfrentando uma rede organizada", disse Denis Vavassori, do sindicato CGT, destacando que os funcionários querem presença policial permanente. Um dos grevistas relatou à agência de notícias AFP que os ladrões formam gangues, geralmente de quatro ou cinco pessoas, mas que podem chegar a "cerca de 30".

A empresa que opera na torre afirmou já estar trabalhando em cooperação com a polícia para aumentar a segurança. O ponto turístico ficou fechado para visitação a seus andares das 9h30 até o fim da tarde.

A greve aconteceu um dia após a polícia francesa ter apresentado dados mostrando que assaltos violentos e ações de batedores de carteiras em Paris diminuíram 25% e 23%, respectivamente, nos quatro primeiros meses deste ano em comparação com 2014. Nos últimos meses, autoridades locais desmantelaram várias redes criminosas na cidade, segundo afirmou o promotor François Molins.

As autoridades parisienses também aumentaram a segurança em vários pontos da cidade após os ataques terroristas no início deste ano.

Em 2013, funcionários do Museu do Louvre também cruzaram os braços durante um dia em protesto pela frequente ação de ladrões contra visitantes e trabalhadores.

Paris é uma das cidades mais visitadas do mundo. No ano passado, a Cidade Luz recebeu 47 milhões de turistas – metade deles estrangeiros.

MSB/rtr/ap/afp

Leia mais