1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Todos contra o Bayern de Munique

Bundesliga começa com time bávaro como amplo favorito, em busca do inédito tetra. Principal ameaça é Wolfsburg, que vem embalado por dois títulos, enquanto Dortmund entra no campeonato tentando reafirmação.

O Bayern de Munique será novamente a equipe a ser batida na temporada da Bundesliga que tem seu início nesta sexta-feira (14/08). Mesmo sem Bastian Schweinsteiger, que se

transferiu para o Manchester United

, da Inglaterra, o esquadrão de estrelas comandado pelo treinador Pep Guardiola é o favorito para levantar a taça.

Caso os bávaros terminem o campeonato no topo da tabela, em 14 de maio de 2016, eles serão o primeiro clube a conquistar a Bundesliga em quatro anos consecutivos. Este é o objetivo, segundo Guardiola: "Estes jogadores podem conseguir isso pela primeira vez", disse o treinador.

No entanto, o vice-campeão da última temporada, Wolfsburg, pretende entrar forte na concorrência pelo título alemão. A princípio, soa audacioso, mas o clube da cidade da Volkswagen está levando a empreitada a sério. Com a vitória sobre o Bayern na Supercopa da Alemanha, o Wolfsburg sustentou sua posição de principal adversário dos bávaros na Bundesliga.

"Depois do segundo título em tão pouco tempo, pegamos gosto pela coisa", disse o treinador do Wolfsburg, Dieter Hecking, lembrando também o triunfo na Copa da Alemanha, há dois meses contra o Borussia Dortmund. "Não vamos deixar o Bayern em paz", garantiu, por sua vez, o defensor suíço Ricardo Rodríguez.

No entanto, muito do sucesso do Wolfsburg está ligado à permanência do meia belga Kevin de Bruyne, que vem sendo assediado por clubes ingleses. O Manchester City melhorou sua oferta inicial e ofereceu 66 milhões de euros ao Wolfsburg, segundo o diário britânico The Guardian.

Objetivo: Liga dos Campeões

Borussia Mönchengladbach, Bayer Leverkusen e – segundo o próprio clube – Borussia Dortmund vão lutar pela classificação à Liga dos Campeões. Agora sob o

comando de Thomas Tuchel

, o BVB volta a acreditar nas próprias forças, após uma decepcionante temporada.

Borussia Dortmund Thomas Tuchel Trainer

Sucessor de Jürgen Klopp, Tohmas Tuchel tem a missão de reerguer o Dortmund e levá-lo à Liga dos Campeões

Ao contrário do que foi comunicado durante a apresentação do sucessor de Jürgen Klopp, o presidente do clube agora estabeleceu metas claras: "Nós nos vemos como um postulante para as quatro primeiras colocações e queremos voltar à Liga dos Campeões", disse Hans-Joachim Watzke.

Se o Schalke 04 pode se envolver novamente na disputa por um lugar na principal competição europeia, vai depender muito se o novo treinador da equipe, André Breitenreiter, conseguir unir as boas peças individuais do elenco e moldá-los para uma funcionalidade coletiva. Fato é: o sucessor de Roberto Di Mateo não terá vida fácil em Gelsenkirchen.

A fuga da degola

Provavelmente, a batalha pela sobrevivência do Hamburgo na elite do futebol alemão terá mais um capítulo dramático. Chamado de "Dino da Bundesliga", por ser o único clube fundador da liga que ainda não foi rebaixado, o HSV escapou da degola na repescagem nos últimos dois anos.

O treinador Bruno Labbadia mantém a cautela: "Precisamos aguardar. Em cada temporada tivemos muitas expectativas, que, no fim, se transformaram em decepção. Eu realmente espero que, desta vez, seja com um início diferente", disse Labbadia, obviamente antes da eliminação na primeira rodada da Copa da Alemanha para o Carl Zeiss Jena, da quarta divisão alemã. E para piorar, a estreia do HSV na Bundesliga será justamente contra os bávaros, em Munique.

Um retorno e um calouro são as mudanças na atual temporada da Bundesliga. No entanto, os dois clubes não poderiam ser mais distintos. Campeão da segunda divisão da temporada passada, o Ingolstadt é o 54º clube a atuar na Bundesliga desde a sua criação, em 1963. O treinador Ralph Hasenhüttl classificou o Ingolstadt como "absoluta zebra", mas quer que o clube "enriqueça a liga". Isso soa como um eufemismo, quando se considera que o clube, criado em 2004, possui um forte aporte financeiro da montadora Audi.

Deutschland 2. Fußball Bundesliga FC Ingolstadt vs. RB Leipzig

Criado em 2004, o Ingolstadt conta com o patrocínio da Audi e é mais um clube de multinacional na primeira divisão

Bem diferente em Darmstadt: no tradicional clube, treinado por Dirk Schuster, reina a euforia. E depois de duas subidas seguidas – da terceira para a segunda, da segunda para a primeira –o ambiente no clube não deve mudar tão cedo.

"Nossos fãs sabem de onde viemos. Não acho que nós temos tantos torcedores casuais. Quem canta e apoia o time por duas horas e meia nas arquibancadas tem realmente interesse no futebol", disse o chefe do Darmstadt, Rüdiger Fritsch, citando a condição precária do estádio.

Mesmo que o Darmstadt seja visto como o principal candidato ao rebaixamento, Fritsch está confiante que a equipe evitará a degola. "Nós vamos conseguir [ficar na primeira divisão]. Vamos colocar todas as virtudes da cultura de Darmstadt em campo. Os adversários terão problemas em pontuar contra a gente", garantiu.

Mercado pouco agitado

Os clubes alemães se mostraram contidos no mercado de transferência – exceção feita, novamente, ao Bayern de Munique. O

volante chileno Arturo Vidal

é a principal transferência dos bávaros e, ao mesmo tempo, o recém-chegado com o maior potencial de estrela na Bundesliga. Em sua chegada, Vidal anunciou que trocou a Juventus pelo Bayern de Munique em busca da tríplice coroa – Bundesliga, Copa da Alemanha e Liga dos Campeões.

Os concorrentes, no entanto, não abriram os cofres para adquirir novas estrelas do futebol. As transferências mais notáveis ocorreram entre clubes da própria Alemanha. No Wolfsburg, coloca-se grandes esperanças no atacante Max Kruse, que veio do Borussia Mönchengladbach.

Já o Schalke 04 abriu os portões para o atacante italiano Franco di Santo, ex-jogador do Werder Bremen. E o Borussia Dortmund espera que a vinda de Gonzalo Castro, então atleta do Bayer Leverkusen, possa melhor a estabilidade defensiva da equipe. Além disso, será interessante observar se o repatriado Kevin Kuranyi, que esteve por cinco anos no futebol russo, conseguirá voltar à grande forma no Hoffenheim.

Fußball - Torlinientechnik Hawk Eye

A bola entrou ou não? Tecnologia de linha de gol "Hawk Eye" fará sua estreia na Bundesliga

De olho no olho do falcão

Nesta temporada da Bundesliga estreia o chamado "Hawk Eye" ("olho de falcão", em tradução livre). Com a introdução da tecnologia da linha de gol, a pergunta sobre se a bola entrou ou não será coisa do passado.

"Uma decisão correta e há muito tempo necessária", afirma o diretor do departamento de futebol profissional do Hoffenheim, Alexander Rosen. O clube sofreu um "gol fantasma" de Stefan Kiessling, do Bayer Leverkusen, em outubro de 2013.

"Não há nada melhor", explica o chefe do comitê de arbitragem da Federação Alemã de Futebol (DFB), Herbert Fandel. O "Hawk Eye" já havia sido utilizado na última final da Copa da Alemanha, entre Wolfsburg e Dortmund.

Devido aos pequenos estádios de Ingolstadt e Darmstadt, a Bundesliga dificilmente alcançará um recorde de público. Na última temporada, aproximadamente 13 milhões de torcedores assistiram às 306 partidas. Isso corresponde a uma

média de cerca de 42.500 espectadores por jogo

.

Leia mais