1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Tiroteio deixa um morto na localidade natal de clérigo xiita

Policiais são alvo de disparos no vilarejo de origem do líder religioso, que foi executado pelo regime saudita. Criança de 8 anos é ferida durante a troca de tiros.

Autoridades da Arábia Saudita afirmaram nesta segunda-feira (04/01) que um homem morreu e uma criança de 8 anos foi gravemente ferida após desconhecidos dispararem contra forças de segurança sauditas na noite deste domingo na localidade de origem do clérigo xiita Nimr Baqir al-Nimr, executado no dia anterior.

As autoridades sauditas qualificaram o incidente de um ataque terrorista e estão procurando os responsáveis, afirmou a agência de notícias oficial do país, a SPA. A agência acrescentou que os disparos foram efetuados quando a polícia tentava recuperar um veículo roubado.

O incidente aconteceu no vilarejo de Awamiya, no leste da Arábia Saudita, onde o corpo de Al-Nimr está sendo velado numa mesquita. A cerimônia deve durar três dias.

A

execução de Al-Nimr,

de 56 anos, juntamente com outros 46 suspeitos de terrorismo, aumentou a tensão na região e levou ao

rompimento diplomático entre a Arábia Saudita e o Irã

, duas potências antagônicas.

O clérigo xiita era um opositor ferrenho da família real saudita. A execução dele gerou indignação nos países xiitas, principalmente no Irã. Em Teerã, centenas de pessoas atacaram a embaixada da Arábia Saudita, atirando objetos incendiários dentro do edifício. No domingo, novos protestos ocorreram na capital iraniana.

O líder supremo iraniano, Ali Khamenei, afirmou que a Arábia Saudita enfrentará uma "vingança divina". O presidente iraniano, Hassan Rouhani, criticou o que chamou de visão "não-islâmica" dos sauditas, enquanto o Ministério do Exterior garantiu que Riad pagará um preço elevado pela execução do clérigo xiita.

RC/afp/rtr/lusa/ap

Leia mais