Tiros deixam mortos em escola da Califórnia | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 10.04.2017
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Estados Unidos

Tiros deixam mortos em escola da Califórnia

Homem de 53 anos invade sala de aula em San Bernardino, assassina professora e depois se mata. Polícia afirma que os dois eram casados. Disparos atingem também dois alunos, e um deles, de 8 anos, morre no hospital.

Policiais em escola de San Bernardino

Tiros foram disparados na escola primária North Park

Uma escola em San Bernardino, no estado americano da Califórnia, foi palco de um crime passional nesta segunda-feira (10/04), segundo apontam as investigações preliminares.

De acordo com as autoridades, um atirador abriu fogo contra a própria esposa, uma professora que lecionava numa sala de aula para crianças especiais na escola primária North Park, e depois se matou.

Os tiros atingiram ainda dois alunos, de 8 e 9 anos. Eles foram encaminhados a um hospital, mas o mais novo não resistiu aos ferimentos e morreu. O outro segue internado em condição estável.

A polícia afirmou que nenhum dos dois alunos tinha qualquer relação com o casal. Eles estavam próximos da professora no momento dos disparos, por isso teriam sido acidentalmente atingidos, disseram os investigadores, que descartam que o atirador tinha os meninos como alvo.

Segundo a polícia, o agressor se chamava Cedric Anderson, de 53 anos, e tinha histórico de violência doméstica e porte de armas. A esposa foi identificada como Karen Elaine Smith, também de 53 anos. Jarrod Burguan, chefe da polícia local, disse que os dois estavam separados há cerca de um mês.

Os cerca de 500 alunos da North Park, que atende do jardim de infância à sexta série, foram levados a uma escola secundária nas imediações por motivos de segurança. "Eles estão sendo bem cuidados, comendo um lanche, brincando e assistindo a um filme da Disney", disse a polícia no Twitter.

Em dezembro de 2015, San Bernardino foi palco de um ataque a uma festa de fim de ano do departamento de saúde da cidade, que deixou 14 mortos. O casal de atiradores jurou lealdade ao grupo extremista "Estado Islâmico" (EI) e foi morto durante uma troca de tiros com a polícia.

A cerca de 100 quilômetros de Los Angeles e com uma população de 216 mil pessoas, San Bernardino é conhecida pela alta incidência de crimes violentos, especialmente homicídios.

LPF/EK/ap/rtr/afp/dpa

Leia mais