1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Time da "inexistente" Bielefeld é a zebra da vez na Alemanha

Arminia, da terceira divisão, despacha três favoritos e fica a uma vitória da decisão da Copa da Alemanha. Título pode colocar no mapa do futebol a cidade do oeste do país, alvo constante de piadas por "não existir".

Como na Copa do Brasil, a Copa da Alemanha permite que clubes de menor porte – por vezes desconhecidos – entrem em cena contra as grandes potências do futebol. Muitas das equipes são amadoras, raramente chegam a ter uma partida televisionada. No entanto, de degrau em degrau, os pequenos podem chegar às fases finais.

Como no caso do Arminia Bielefeld, da terceira divisão, que está a um jogo da decisão em Berlim depois de eliminar três clubes da primeira. As chamadas "zebras" podem ocorrer com mais facilidade na Copa da Alemanha. Diferentemente da Copa do Brasil, cada fase do torneio é jogada em partida única, sempre na casa do clube de divisão inferior.

"Não pode, já que não existe"

Nas semifinais desta edição, de um lado estão os finalistas do ano anterior, Bayern de Munique e Borussia Dortmund. Do outro, Wolfsburg e... Arminia? Arminia Bielefeld, da cidade cuja fama é sustentada muito mais devido a uma lenda urbana – que virou brincadeira em todo o país – do que por sediar uma das maiores empresas de produção de alimentos da Alemanha, a Dr. Oetker.

Explica-se: a piada surgiu em 1994, durante uma festa estudantil. Ao conhecer alguém de Bielefeld, um estudante retrucou com a frase "não pode ser verdade". O espanto em forma de brincadeira se deve ao fato de que na época estavam sendo feitas grandes obras nas rodovias de acesso, deixando a cidade de difícil alcance. Posteriormente, um site que brincava com teorias da conspiração espalhou a piada: "Bielefeld não existe".

Fussball Bundesliga Spiel Armina Bielefeld gegen Borussia Mönchengladbach

Fabian Klos, destaque da equipe, celebra a vitória sobre o Mönchengladbach com o companheiro Christian Müller

Tudo o que se refere a Bielefeld, portanto, vira um "não pode, já que não existe". Na verdade, o município de cerca de 320 mil habitantes fica na Renânia do Norte-Vestfália, no oeste do país. E, logicamente, apesar das controvérsias irônicas, existe.

Em campo, em jogos únicos e eliminatórios, o Arminia Bielefeld desbancou três dos principais nomes da atual Bundesliga: Werder Bremen, no tempo normal, Hertha Berlim e Borussia Mönchengladbach, nos pênaltis – sempre jogando em seu estádio, a SchücoArena, que tem capacidade para pouco menos de 30 mil espectadores. É lá que ele tentará surpreender novamente, jogando a semifinal em 29 de abril, diante do Wolfsburg, atual vice-líder do Campeonato Alemão.

Tradição centenária

Na Copa do Brasil não faltam exemplos de "zebras", como o Santo André-SP, campeão em 2004, e o Paulista de Jundiaí, em 2005. Mas a história do Arminia é bem mais forte na elite alemã do que a dos dois brasileiros. Fundado em 1905, o clube já jogou na primeira divisão por 16 temporadas, o que significa que tem mais participações na elite do que times como Freiburg, Hoffenheim, Mainz e Augsburg.

Como um time atado às suas limitações – financeiras e estruturais –, o Arminia Bielefeld tenta manter para a próxima temporada o destaque Fabian Klos, atacante de 27 anos contratado junto ao Wolfsburg, em 2011, e que já marcou 67 gols em 114 jogos pelo clube.

Diferentemente da temporada 1970/1971, quando foi manchete como um dos clubes envolvidos em um

esquema de manipulação de resultados

, o Arminia busca desta vez estampar as capas dos jornais com a maior conquista da história do clube – maior do que as sete vezes em que subiu da segunda para a primeira divisão, três delas como campeão.

Almeja, no caso, a sua primeira taça a nível nacional envolvendo clubes da elite alemã, uma taça de suma importância para o clube e para o futebol alemão. Um troféu que cravaria de vez o nome da instituição na lista de campeões nacionais. E o nome de Bielefeld, no mapa do país.

Leia mais