1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

#ThisIsACoup: as reações no Twitter ao acordo com a Grécia

Na rede social, usuários europeus classificam acordo entre líderes da zona do euro para liberar um terceiro pacote de ajuda à Grécia de golpe. Outros defendem papel da Alemanha nas negociações.

Após 17 horas de discussão, os líderes da zona do euro finalmente chegaram a um

acordo sobre um terceiro pacote de resgate e um plano de reformas para a Grécia

nesta segunda-feira (13/07). Com o acordo, o "Grexit" (saída da Grécia da zona do euro) foi evitado, segundo o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker.

Na Grécia, muitos criticaram os termos do acordo, enquanto outros afirmaram que são necessários para que o país permaneça na zona do euro. Muitos gregos e cidadãos de outros países europeus recorreram às redes sociais para expressar seu descontentamento com o entendimento alcançado.

No Twitter, a hashtag #ThisIsACoup (Isto é um golpe) virou tendência, com usuários afirmando que a Grécia está sendo efetivamente privada da soberania fiscal.

"A Alemanha está destruindo a Europa novamente", postou o usuário @KostasKaminakis, descrito em seu perfil na rede social como um professor de marketing em Atenas.

"Os alemães não conseguiram com tanques e agora estão tentando com bancos. Tentando roubar bens gregos. Os britânicos precisam votar pela saída [da União Europeia]", escreveu o britânico @AllanSkerrat, que diz ser um soldado aposentado e apartidário e ex-professor.

O economista Paul Krugman, vencedor do Prêmio Nobel, comentou a hashtag num artigo de opinião publicado no The New York Times. "A hashtag #ThisIsACoup está exatamente certa. Isso vai além da rigidez, é vingança pura, completa destruição da soberania nacional e nenhuma esperança de alívio", escreveu.

Outra hashtag que ganhou popularidade após a notícia do acordo sobre um terceiro pacote de ajuda a Atenas foi #agreekment (mistura das palavras greek e agreement – grego e acordo, em inglês).

Usando a hashtag, o holandês @KajLeers criticou o fato de a Alemanha ser vista como vilã. "Um pouco fácil demais culpar a Alemanha por tudo isso: Finlândia, Eslováquia, Holanda e Áustria também se mantiveram duras na queda", escreveu o especialista em comunicação e estratégia política.

O usuário @GeorgKleine, da Alemanha, que se define como um fanático por justiça, viu o #agreekment como algo positivo. "Ninguém ganhou, e ninguém perdeu, o que é um grande passo à frente, já que parecia que todo mundo sairia perdendo no final."

LPF/dpa/afp/rtr

Leia mais