Theresa May é candidata única à sucessão de David Cameron | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 11.07.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Theresa May é candidata única à sucessão de David Cameron

Ministra britânica do Interior está mais perto de assumir chefia de governo do Reino Unido, após a renúncia de sua rival. Ministra de Energia, Andrea Leadsom, desistiu de candidatura à liderança do Partido Conservador.

Ministra do Interior do Reino Unido, conservadora Theresa May

Ministra do Interior do Reino Unido, conservadora Theresa May

A ministra britânica do Interior, Theresa May, é a única candidata remanescente à sucessão de David Cameron na chefia de governo no Reino Unido. De forma surpreendente, sua rival, Andrea Leadsom, retirou nesta segunda-feira (11/07) a candidatura à liderança do Partido Conservador, e, consequentemente, ao cargo do primeiro-ministro.

A ministra da Energia Leadsom, de 53 anos, leu uma carta informando sua legenda da decisão de retirar a candidatura. Ela justificou a medida citando o apoio amplamente maior que May detém entre os deputados conservadores, acrescentando ser do interesse de todos evitar uma campanha eleitoral de nove semanas, o que prolongaria a incerteza política e econômica surgida após o referendo que decidiu pelo Brexit, em 23 de junho.

Leadsom afirmou que May "está na melhor posição para implementar o Brexit nas melhores condições possíveis ". Os cerca de 150 mil membros do partido elegeriam uma das duas candidatas restantes para a sucessão de Cameron numa votação, com resultado a ser anunciado dia 9 de setembro.

A ministra foi alvo de críticas neste fim de semana por ter supostamente insinuado que, não sendo mãe, May seria menos adequada ao cargo do que ela. Andrea Leadsom, mãe de três filhos, se disse indignada com a reportagem do jornal The Times, e afirmou ter dito "exatamente o oposto" em entrevista ao periódico.

MD/dpa/afp

Leia mais