1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Ciência e Saúde

The BOBs busca os melhores blogs

Iniciada a 4ª edição do concurso internacional de weblogs da Deutsche Welle, que premia blogs em dez idiomas. Conheça os novos recursos do site, que ajudam a realçar ainda mais o caráter internacional do evento.

default

Site conta com novos recursos

Começou nesta sexta-feira (31/08) a quarta edição do concurso internacional de weblogs da Deutsche Welle, o The BOBs – Best of the Blogs, que nos últimos anos se tornou um dos principais eventos do mundo a oferecer um panorama geral da variedade que o jovem formato oferece, bem como das diferenças entre as blogosferas em dez idiomas e o amplo espectro temático nelas abordados.

É permitida a participação de quaisquer blogs produzidos em um dos idiomas oficiais do evento: alemão, árabe, chinês, espanhol, francês, inglês, holandês, persa (farsi) português e russo.

The BOBs Weblog Awards 2006 - Podium

Cerimônia de encerramento em 2006

De 31 de agosto a 30 de setembro, você pode sugerir seus blogs prediletos para concorrer em uma das 15 categorias do evento. Entre 1º e 22 de outubro, o júri escolherá dez nomeados em cada uma delas e o público poderá então votar nos melhores de 23 de outubro a 14 de novembro (Prêmio dos Usuários).

O resultado final será apresentado em 15 de novembro, quando o júri divulgará os ganhadores (Prêmio do Júri) numa cerimônia aberta ao público no Museu da Comunicação de Berlim.

Mapeando a blogosfera

Alguns novos recursos do site (www.thebobs.com) ajudam a realçar ainda mais o caráter internacional do evento. Basta olhar no Google-Map – onde estão indicados geograficamente todos os quatro mil blogs, podcasts e videoblogs já registrados na Blogopédia, o catálogo internacional de weblogs da Deutsche Welle – para saber onde é maior a concentração de weblogs e obter informações sobre cada um deles.

Outro novo recurso é a tagcloud, que reúne as palavras-chave mais utilizadas pelos usuários, apresentando assim um resumo temático dos assuntos mais comuns tratados na blogosfera de cada língua. O tamanho da fonte indica a freqüência com que as palavras aparecem nos sites – quanto maior, mais freqüentes.

Intelligentsia bloga na Rússia

Há tempo que os blogs deixaram de ser uma novidade para se tornar parte fundamental da internet, escritos pelas mais distintas pessoas – de cidadãos comuns a empresas, jornalistas e políticos. Uns escrevem para um público-leitor determinado, sendo apreciados por seu conhecimento de causa; outros são os chamados "allrounders", que abordam um espectro temático mais amplo.

Russland Alexander Pluschev

Alexander Plushev é um dos jurados russos do TheBOBs07

Isso pode variar também de país para país. Na Rússia, por exemplo, havia, em comparação com as demais blogosferas, uma tendência dos blogs serem usados pela intelligentsia, a elite intelectual do país, como plataforma para o discurso público. Segundo Anton Nossik, jornalista russo e reconhecido especialista em weblogs, ainda há cinco anos era apenas esta pequena elite que mantinha blogs.

Hoje, pelo contrário, há mais de um milhão de blogueiros na Rússia. "São pessoas muito distintas, com formas muito diferentes de ver o mundo", conta. "A maioria escreve não sobre política, mas sobre suas vidas, sobre música, trabalho, cinema e outros assuntos cotidianos."

Ao mesmo resultado chegou um estudo analítico da empresa de internet Yandex, considerado "claro, relevante e objetivo" por Alexander Plushev, um dos mais famosos blogueiros e peritos em mídia do país. Segundo ele, há hoje na Rússia grupos de interesse diversificados, "com usuários altamente intelectuais, desde engenheiros a filósofos".

Retorno pouco amigável

De acordo com Nossik, os blogueiros são levados a escrever por vários motivos. Uns buscam reconhecimento ou prestígio, outros, apenas o sucesso financeiro. Mas também há aqueles que mantêm um blog apenas "pela comunicação com usuários interessantes".

Por mais rude – para não dizer ordinário e até ofensivo – que seja o nível dos comentários deixados por leitores, para Nossik o uso deste vocabulário é uma "forma de expressão adicional". Também Plushev vê aí um certo tom de entretenimento.

Leia mais

Links externos