1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Tesouro de Munique

Um rico acervo de obras de arte desaparecidas durante o nazismo foi encontrado no apartamento do colecionador Cornelius Gurlitt na capital bávara e apelidado de "Tesouro de Munique".

Cornelius mantinha em seu apartamento em Munique e na sua casa em Salzburgo mais de 1.500 obras de arte - de pintores como Monet, Renoir, Matisse, Picasso, Chagall - herdadas do pai, Hildebrand Gurlitt, que trabalhava para os nazistas. A coleção de arte apreendida foi divulgada em 2013, mas desde 2011 o historiador de arte Meike Hoffmann estava encarregado de determinar a proveniência das pinturas e de encontrar os donos. Parte das obras poderia ser roubada ou extorquida de comerciantes e particulares judeus pelas autoridades nazistas durante a Segunda Guerra Mundial. Antes de morrer, em 2014, Cornelius doou sua coleção para o Museu de Belas Artes de Berna, na Suíça, que prometeu devolver a seus donos originais as obras que tiverem sido roubadas por nazistas.

Ver mais