1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Terremotos atingem mais de 700 mil pessoas na China

Até agora, tremores de terra que atingiram magnitude 5,6 deixaram pelo menos 89 mortos e mais de 700 feridos. Equipes de resgate encontrarm dificuldades para chegar às áreas atingidas.

Após dois grandes terremotos e uma série de tremores posteriores no sudoeste da China, o número de vítimas chegou a pelo menos 89. Mais de 700 pessoas ficaram feridas e centenas de casas foram destruídas, conforme informações da mídia chinesa. Os terremotos atingiram as províncias de Yunnan e Guizhou.

O número de mortos ainda pode subir, pois os dois terremotos atingiram uma área montanhosa de difícil acesso. O tremor mais forte atingiu magnitude 5,6 e ocorreu a uma profundidade de 9,8 quilômetros, de acordo com o observatório sismológico dos Estados Unidos.

Resgate difícil

Mais de 200 mil pessoas foram retiradas de suas casas e levadas a locais mais seguros, de acordo com as autoridades de Yunnan. O governo da província enviou equipes de resgate para o local atingido pelos tremores, e a ajuda civil está mandando centenas de barracas e cobertores para as áreas. Por causa das estradas destruídas, porém, muitas regiões não podem ser acessadas.

Calcula-se que, ao todo, os terremotos tenham atingido cerca de 700 mil pessoas, informou a agência de notícias Xinhua.

O primeiro-ministro chinês, Wen Jibao, visitou a região da catástrofe, para obter informações sobre as condições dos trabalhos de resgate. Em 2008, um forte terremoto atingiu a província de Sichuan, ao norte de Yunnan, deixando quase 90 mil mortos.

MSB (afp, dapd, dpa)
Revisão: Luisa Frey

Leia mais