1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Terremoto faz mais de mil de mortos no Nepal

Autoridades confirmam a morte de ao menos 1,5 mil pessoas no país e em regiões vizinhas. Abalo sísmico de 7,8 graus de magnitude destrói edifícios e construções históricas e provoca avalanche no Monte Everest.

Passa de 1,5 mil o número de mortos após um terremoto de magnitude 7,8 graus na escala Richter atingir a região central do Nepal neste sábado (25/04), segundo informações oficiais. As autoridades confirmaram mortes em quase todas as regiões, com exceção do extremo oeste do país. O abalo sísmico atingiu ainda diversas partes da Índia, China e Bangladesh, onde também foram registradas vítimas.

De acordo com o último balanço das autoridades nepalesas, ao menos 1,5 morreram em consequência do terremoto, que destruiu prédios, derrubou templos centenários e desencadeou avalanches na Cordilheira do Himalaia.

Pelo menos 20 pessoas morreram na Índia, seis no Tibete e duas em Bangladesh. Também foram registradas as mortes de dois cidadãos chineses na fronteira do país com o Nepal.

Entre as vítimas estão ainda oito montanhistas, atingidos por uma avalanche no Monte Everest. Pelo menos 30 ficaram feridos. Segundo autoridades, abril é um dos meses mais populares para escalar o pico mais alto do mundo, por ser um período antes das chuvas.

O número de vítimas do terremoto, no entanto, deve subir, pois é grande o número de feridos e a região continua sendo atingida por tremores de menor intensidade. Este é considerado o pior abalo de terra no país asiático nos últimos 80 anos.

O epicentro do terremoto fica no centro do Nepal, no distrito de Lamjung a 80 quilômetros a noroeste da capital, Katmandu, a uma profundidade de apenas 11 quilômetros, segundo informou o Instituto de Geofísica dos Estados Unidos (USGS). O tremor ocorreu às 11h56 da manhã, horário local.

MSB/rtr/ap/lusa

Leia mais