1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Temporada de recordes na Bundesliga

Nunca tantos torcedores freqüentaram os estádios. Goleiro do Stuttgart e time do Werder Bremen batem recordes de invencibilidade. E jornalistas escalam cinco brasileiros para seleção da Bundesliga.

default

Westfalenstadion, em Dortmund: aqui a torcida comparece em peso

A temporada 2003/2004 da Bundesliga foi marcada por novos recordes. Os torcedores, por exemplo, prosseguem acorrendo aos estádios cada vez com maior freqüência. O recorde de público registrado no Campeonato Alemão passado foi novamente superado.

Desta vez, 11.466.201 de pessoas assistiram in loco às 306 partidas, um crescimento de um milhão de torcedores aproximadamente. Em média, os jogos registraram 37.471 espectadores, ou seja, 9,7% a mais que na temporada 2002/2003. A 31ª rodada entrou para a história com o maior número de torcedores de todos os tempos: 413.957.

O título de campeão de público permanece com o Borussia Dortmund, que contribuiu para o novo recorde nacional ao ampliar seu Westfalenstadion antes da temporada, já com vistas à Copa do Mundo de 2006. O estádio tem hoje 83 mil lugares e recebeu ao longo do campeonato 1,354 milhão de torcedores nas partidas em que o Borussia teve mando de campo. Média de 79.647 por jogo, 17,3% a mais que na temporada anterior.

Marca inalcançável pelo Bayern de Munique, pois o Estádio Olímpico da capital bávara não tem capacidade para mais que 69 mil espectadores. A torcida do Stuttgart, entretanto, também colaborou com o novo recorde da Bundesliga, ao atrair em média 10 mil torcedores a mais em cada jogo do que no campeonato 2002/2003.

Invencibilidade recorde

VfB Stuttgart gegen Werder Bremen, Torhüter Hildebrandt kommt nicht mehr an den Ball

O goleiro Timo Hildebrand foi invencível durante 799 minutos

Já o goleiro Timo Hildebrand, do Stuttgart, tomou de Oliver Kahn, do Bayern de Munique, o recorde de tempo sem tomar um gol. Após o início do campeonato, os atacantes adversários precisaram de 779 minutos para enfiar a bola nas redes atrás de Hildebrand.

Por sua vez, o Werder Bremen somou 23 partidas invicto, só permitindo a quebra da série recorde após a conquista antecipada do título. Além disso, os campeões alemães venceram 11 dos 17 jogos que disputaram em casa.

Brasileiros se destacaram

Provável recorde é também a quantidade de brasileiros escalados pela agência de notícias esportivas Sid em sua seleção da Bundesliga. Os jornalistas da agência formaram a defesa somente com representantes do futebol pentacampeão mundial: Lúcio (Bayer Leverkusen), Marcelo Bordon (Stuttgart) e Dedê (Borussia Dortmund).

Escolheram ainda Marcelinho Paraíba (Hertha Berlim) como armador e colocaram Aílton (Werder Bremen) no ataque, ao lado do holandês Roy Maakay (Bayern de Munique). No meio-campo da seleção ficaram os alemães Schneider (B. Leverkusen), Frings (B. Dortmund) e Ernst (W. Bremen), assim como o francês Micoud (W. Bremen). O goleiro escolhido é o também holandês Van Duijnhoven (Bochum).

Festival de gols, pênaltis e cartões

Liderados pelo artilheiro Aílton com 28 gols – desde 1981 um jogador não fazia tantos num campeonato alemão –, os atacantes da Bundesliga marcaram ao todo 909 vezes (média de 2,971 por jogo), 88 a mais que na temporada anterior. No entanto, ainda faltaram mais 188 para alcançar o recorde de 1097 da safra 1983/1984 (média de 3,585 por jogo).

Das centenas de gols, 59 foram de pênalti, sendo que os cobradores desperdiçaram outras 20 oportunidades (em 14, os goleiros defenderam). O total de 79 penalidades máximas ultrapassou em 11 a soma de 2002/2003, mas mesmo assim ficou abaixo da média dos 41 anos de Bundesliga. A taxa de êxito (74%) corresponde entretanto à média.

Nas 34 rodadas, os juízes expulsaram jogadores de campo 71 vezes, sendo 39 delas com cartão vermelho e 42 com duplo cartão amarelo. O zagueiro brasileiro Rodrigo Costa, do 1860 Munique, foi o campeão de amarelos: 12. E nove dos 18 clubes dispensaram seus treinadores ao longo do campeonato.

Leia mais