1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Tecnologia Wimax levará banda larga a áreas distantes

A Alemanha se prepara para fazer a distribuição do espectro de freqüências para um novo modelo de internet sem fio – o Wimax. Já chegam a 1221 os pedidos de 102 empresas, para alcance em escala regional e nacional.

default

Hotspots possibilitam o acesso à internet em lugares públicos

A Bundesnetzagentur, agência alemã de redes, planeja promover, ainda em 2006, a distribuição do espectro de freqüências para o uso do Wimax, um novo modelo de internet sem fio.

Ele disponibiliza ao usuário maior taxa de freqüência de banda larga e maior alcance do sinal – dez quilômetros, em vez dos 100 metros disponibilizados pelo atual Wi-Fi. O Wimax pode se tornar a solução para a falta de conectividade nas zonas rurais, onde o acesso a cabo é impossibilitado pelas longas distâncias.

"As especificações do Wi-Fi já não atendem mais às demandas de muitos usuários, principalmente aqueles que trabalham com a rede", afirma Markus Schaffrin, da associação das empresas alemãs de internet.

Os dados quanto à freqüência de transmissão e o raio de alcance da nova técnica oscilam. No início se falava em 50 megabits por segundo, a uma distância de 70 quilômetros da estação de transmissão. Hoje, cenários mais realistas prometem um máximo de cinco megabits, num raio de cinco a dez quilômetros.

Ainda assim o Wimax é uma alternativa atraente. O sinal, irradiado pela rede de antenas, ampliado e captado pelos receptores, permitirá às zonas distantes – onde o acesso por cabo é impraticável – não dependerem mais da conexão pela linha telefônica.

Maior mobilidade

Student mit WLan

Wimax tem raio de alcance de dez quilômetros, enquantoo do Wi-Fi é de 100 metros

Atualmente, existem na Alemanha mais de oito mil hotspots, zonas onde os usuários podem se conectar à internet Wi-Fi, acessando um provedor de acesso livre. Apesar da comodidade, a conexão não costuma ser ideal: os obstáculos físicos dentro das cidades enfraquecem a transmissão do sinal e, muitas vezes, o usuário perde acesso e precisa reconectar-se.

O Wimax (Worldwide Interoperability for Microwave Access) tornará real o sonho de muitos usuários: maior mobilidade no acesso à rede em seus laptops. Restam dúvidas, entretanto, sobre se o modelo poderá ser usado em ônibus e trens. "O acesso à banda larga nos trens rápidos ainda é relativamente ruim", diz Markus Schaffrin, cético.

A Deutsche Bahn, que cuida da logística ferroviária alemã, e a companhia telefônica Telekom tentaram diversas tecnologias para possibilitar aos passageiros o acesso à rede, no trecho de Colônia a Dortmund. "Em um trem que viaja a 280 km/h, a conexão é fraca devido às condições físicas", diz Schaffrin.

Banda larga em todos os lares e empresas

Frau im Büro am Computer p178

Modelo sem fio de grande alcance é solução para quem ainda precisa de internet discada

Cerca de cinco milhões de lares alemães não têm acesso à internet de banda larga porque a tecnologia a cabo não pode ser instalada, seja em virtude da distância dos centros, ou pela falta da infra-estrutura necessária.

Em Kaiserslautern, a operadora telefônica Arcor iniciou um projeto-piloto para disponibilizar a banda larga a 20 mil domicílios que ainda acessam a internet por discagem. Um projeto semelhante foi desenvolvido em Berlim, com o objetivo de levar o acesso rápido a pequenas e médias empresas.

"A meta é fazer a banda larga chegar a todos. A maioria dos clientes não se preocupa sobre como a internet funciona. Eles estão interessados em que funcione e que seja rápido e barato", afirma Schaffrin.

Termo de compromisso do Wimax

Mädchen lesen am Computer

Os provedores assinarão um acordo para implementar a nova tecnologia o quanto antes

O grande interesse dos provedores na tecnologia Wimax pode ser uma forma de acabar com o monopólio da Telekom no mercado da internet. A Alemanha ficou para trás, em comparação com outros países da Europa, no que diz respeito às inovações tecnológicas no setor, devido a problemas de regulamentação e ao controle da fatia do mercado nas mãos de uma só empresa.

Sem competição, não há demanda por desenvolvimento e não há tanta movimentação como nos mercados dos outros países. Num leilão, a Bundesnetzagentur designará as freqüências das 16 regiões, cujo total cobre o país inteiro.A distribuição está subordinada a um cronograma: até 2009, os provedores se comprometem a cobrir com a tecnologia Wimax 15% da área arrematada. A partir de 2011, a porcentagem tem que alcançar os 25%.

Leia mais