1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Tecnologia de filtragem torna empresa líder em roupas de proteção

Com 10 milhões de roupas de proteção vendidas no mundo, alemã Blücher é líder no seu segmento. Material com alto poder de filtragem criado na Guerra Fria protege soldados de contaminação e é usado para purificar água.

No início dos anos 70, no auge da Guerra Fria, o medo de uma guerra nuclear era constante. O alemão Hasso von Blücher e seu parceiro tiveram uma ideia de como ajudar e, ao mesmo tempo, ganhar dinheiro. Em um trabalho minucioso, desenvolveram novas roupas de proteção. No caso de um ataque nuclear, a população conseguiria escapar das áreas contaminadas pela radioatividade.

O Escritório Federal para Proteção Civil da Alemanha, inicialmente pretendia comprar as roupas especiais em grandes quantidades, mas logo mudou de ideia. O fracasso do negócio foi um desastre para os jovens empresários. "Estávamos à beira do abismo", recorda-se o fundador da empresa. "Nosso capital estava todo gasto, e tínhamos que pensar em alguma solução." E decidiram produzir roupas de proteção para fins militares.

Líder do mercado

Depois de anos de privação, eles conseguiram chegar ao sucesso. As Forças Armadas alemãs encomendam roupas de proteção contra ameaças nucleares, biológicas e químicas. Gradualmente, outros clientes foram chegando. Hoje, a empresa Blücher é líder no mercado global, tendo vendido mais de 10 milhões de uniformes de proteção em todo o mundo.

Blücher’s sphärische Hochleistungsadsorbenzien

O granulado absorvente de alto rendimento faz o diferencial

O efeito protetor das roupas se baseia em uma técnica especial de filtragem. Os uniformes chegam a ser usados em outras áreas de negócio da empresa. Os sistemas de filtragem da Blücher conseguem tirar, por exemplo, os últimos traços de impureza da água potável.

A empresa desenvolveu uma tecnologia para filtrar os gases de combustão em aviões, alguns dos quais têm intoxicado pilotos. Além disso, existem métodos que são usados ​​na extração de matérias-primas, como ouro ou prata.

"Estes processos são todos possíveis graças à nossa tecnologia de adsorção [retenção de partículas de uma substância líquida ou gasosa na superfície de outra, sólida]", ressalta Hasso von Blücher.

Aproveitando um nicho

A Blücher, com sede em Erkrath, no oeste alemão, ocupa com sua tecnologia um nicho de mercado extremamente pequeno. O grupo tem fábricas em Brandemburgo e nos EUA e, ao todo, 190 funcionários distribuídos pelo planeta. Há pouca concorrência porque as grandes empresas empregam, na maioria das vezes, filtro de carvão ativado nos mecanismos de filtragem. A eficiência deste filtro de carbono é suficiente para a maioria dos sistemas de filtragem, mas não consegue competir com a ação do granulado especial de alta eficiência da Blücher.

"Elas fazem negócios em massa", afirma Blücher, se referindo às grandes do ramo, com a qual sua companhia também colabora. Enquanto elas chegam a produzir anualmente 20 mil toneladas em material para filtros, a Blücher entrega algumas centenas de toneladas ou, às vezes, mil ou duas mil toneladas por ano. "Em compensação, somos 20 vezes mais caros."

Querschnitt eines Stoffmusters der Blücher GmbH

Esferas dão alto poder de filtragem aos tecidos dos uniformes

Qualidade e confiabilidade

O empresário Hasso von Blücher, nascido em 1941, descreve seu segredo de sucesso com a fórmula "obter confiança através de qualidade e confiabilidade". Este tema também desempenhou um papel importante para que ele conseguisse contratos com os militares dos EUA – algo quase impossível para empresas não americanas. Isso foi há mais de 20 anos.

Sua primeira reunião com os responsáveis do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA foi realizada nas instalações militares. Em seguida, o encontro prosseguiu num pequeno restaurante mexicano. "Nada de especial", frisa Blücher. Ao final da refeição, o garçom deixou a conta na frente do alemão, como se fosse a coisa mais natural do mundo.

Firmengründer Hasso von Blücher

Fundador da empresa, Hasso von Blücher

Como se ouvisse uma voz interior, o alemão empurrou a conta de volta, dizendo: estes senhores pagam a parte deles. "Esse foi um importante gesto para adquirir confiança", diz o empresário, com um leve sorriso. Blücher acrescenta que pouco antes da conversa que teve com os militares haviam sido revelados casos de fraude e corrupção no ramo.

Tradição à moda americana

Os norte-americanos são hoje seus melhores clientes. Por iniciativa deles, o logotipo da empresa ganhou a frase "inovation since 1214" (inovação desde 1214). É claro que a empresa não existe há 800 anos, e sim a família, antiga e pertencente à nobreza, da qual o fundador da empresa descende.

"Isso é uma pequena brincadeira, que os nossos parceiros nos EUA pediram com veemência. Fiquei um pouco hesitante no começo, porque achei um pouco bobagem", reconhece Blücher. Mas eles insistiram. O efeito continua sendo impressionante.

A história vem do fato de a família Blücher ter sido mencionada em documentos pela primeira vez no ano de 1214. Após essa explicação, claro que as pessoas querem saber onde esteve a inovação neste longo período. "A inovação é que cada geração aprendeu sozinha, sem qualquer ajuda externa, como se reproduzir", brinca o empresário.