1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Taxa de natalidade aumenta na Alemanha

Com 1,47 filho por mulher em idade fértil, Departamento Federal de Estatísticas alemão registra maior número de nascimentos desde a reunificação, em 1990.

Cada mulher alemã em idade fértil deu à luz no ano passado, estatisticamente, a 1,47 filho. Em 2013, a taxa de natalidade na Alemanha era de 1,42 filho. Em termos reais, isso equivale a 56 bebês a mais do que no ano anterior para cada mil mulheres.

Desde a reunificação da Alemanha, em 1990, não houvera números tão altos no país, de acordo com o Departamento Federal de Estatísticas da Alemanha (Destatis), localizado em Wiesbaden. Pelo terceiro ano consecutivo, o número de nascimentos aumentou em todos os estados alemães.

A Saxônia foi o estado com o maior percentual de nascimento: 1,57 filho por mulher em idade fértil. Em contrapartida, a menor taxa de natalidade, de 1,35, foi constatada no Sarre, o menor estado do país. Aproximadamente 715 mil bebês nasceram na Alemanha em 2014.

Outro dado em destaque é que a taxa de natalidade aumentou tanto entre mulheres com cidadania alemã, como nas de nacionalidade estrangeira. Entre as alemãs, o número de nascimentos aumentou de 1,37 para 1,42 – portanto um pouco abaixo da média nacional. Já para as mulheres estrangeiras, o salto foi de 1,80 para 1,86 filho.

Segundo explicação dada pelos responsáveis pelo estudo, mulheres nas idades entre 29 e 36 anos têm cada vez mais realizado o desejos postergado de ter filhos. Mas também entre as mais jovens, abaixo dos 25 anos, não se reduziu o número de partos, pela primeira vez desde 1997.

Além disso, a idade das novas mães continua a aumentar. Aquelas que tiveram seu primeiro filho em 2014 apresentavam, em média, 29,5 anos, ou seja, eram mais de dois meses mais velhas do que as mães estreantes do ano anterior.

PV/dpa/kna/destatis

Leia mais