Talibã mata dezenas de policiais em duplo atentado no Afeganistão | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 30.06.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Talibã mata dezenas de policiais em duplo atentado no Afeganistão

Explosões provocadas por homens-bomba atingem ônibus que transportavam cadetes recém-formados nos arredores de Cabul. Presidente classifica atentado de "crime contra a humanidade".

Um duplo atentado suicida reivindicado pelo grupo extremista Talibã deixou ao menos 30 mortos nos arredores de Cabul nesta quinta-feira (30/06).

"Um comboio de ônibus transportando cadetes recém-formados foi alvo de dois homens-bomba nos arredores da província de Cabul", disse o Ministério do Interior do Afeganistão em comunicado. Segundo o ministério, 58 pessoas ficaram feridas e todos os 30 mortos eram policiais.

Já o governador do distrito de Paghman, Moussa Rahmati, declarou que 37 pessoas foram mortas, incluindo quatro civis.

O presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, classificou o ataque como "crime contra a humanidade". Em nota, a embaixada americana no Afeganistão disse que o "desrespeito cruel e completo à vida humana durante o mês sagrado do Ramadã é abominável".

Série de ataques

O duplo atentado ocorreu uma semana depois de 14 guardas nepaleses que seguiam para a embaixada canadense em Cabul serem mortos em ataque reivindicado pelo Talibã.

O grupo terrorista ganhou um novo líder em maio após um ataque com drones lançado pelos Estados Unidos matar o antigo-chefe Akhtar Mohammad Mansur.

O novo líder da organização, Haibatullah Akhundzada, é visto como uma figura unificadora num movimento extremista cada vez mais fragmentado, embora ainda não esteja claro se ele vai seguir o rumo tomado por Mansur, de rejeitar negociações de paz com o governo afegão.

KG/dpa/ap

Leia mais