1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Talibã liberta centenas de prisioneiros

Ataque a presídio no Afeganistão resulta na libertação de 355 detentos, na maioria, militantes talibãs e de outros grupos. Quatro guardas morrem nos combates, na mais recente investida dos jihadistas contra Cabul.

Militantes do Talibã invadiram nesta segunda-feira (14/09) um presídio no Afeganistão, libertando centenas de detentos e matando policiais, informou o Ministério do Interior do país.

Ao menos dez jihadistas invadiram a cadeia na cidade de Ghazni, no sudeste do país, trajando uniformes do Exército afegão. Eles libertaram 355 dos 436 prisioneiros – na maioria, militantes do Talibã e de outros grupos.

"Um terrorista suicida num carro-bomba repleto de explosivos se detonou em frente ao portão da prisão, permitindo que outros milicianos entrassem no local", disseum membro do conselho provincial. Após uma hora de combates com os policiais, três talibãs teriam morrido, enquanto os demais conseguiram fugir com os detentos.

O Ministério do Interior confirmou que quatro guardas morreram, e outros sete ficaram feridos.

O Talibã declarou que o ataque à prisão foi parte de sua ofensiva contra o governo em Cabul iniciada no mês de abril. Neste ano, o grupo jihadista aumentou os ataques a alvos no país e assumiu o poder sobre amplas áreas remotas, algumas em regiões estratégicas, mas não conseguiu o controle total sobre nenhuma das 34 províncias afegãs

Após a confirmação da morte do antigo líder dos talibãs, mulá Omar, um de seus homens de confiança,

Akhtar Mansour

, foi escolhido em julho como seu sucessor, em meio a uma disputa de poder dentro da organização. A insurgência dos islamistas contra o governo e as forças estrangeiras que o apoiam já dura 14 anos.

RC/dpa/afp

Leia mais