1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Tablóides viram moda na Alemanha

País deixa de ser bastião do jornal em formato standard. Várias empresas estão lançando novas publicações em formato tablóide, para atender a outros perfis de leitores.

default

"Direkt", jornal de Colônia em novo formato

Alguns torcem o nariz, acreditando tratar-se de literatura sensacionalista, outros estão aplaudindo a iniciativa. "Eu jamais trocaria meu jornal por tablóides, porque eles não podem informar de forma bem fundamentada", disse um engenheiro de Frankfurt com um grosso jornal debaixo do braço. Um jovem bancário de Colônia, no entanto, tem outra opinião: "Não se trata de quantas frases um jornal tem, mas quantas linhas eu consigo ler no tempo que tenho para isso".

Os leitores das duas cidades podem optar agora também por jornais em tamanho reduzido, chamado tablóide, já usual, por exemplo, na Grã-Bretanha. Em Colônia, a DuMont Schauberg − que edita três outros jornais em formato standard − lançou o Direkt, um pouco maior que o formato de papel A4.

Neue Zeitung Welt Kompakt

Axel Springer lança o "Welt Kompakt"

Quase o dobro deste tamanho tem o Welt Kompakt, da editora Axel Springer, enquanto o News é o novo veículo da Holzbrink, também editora do Handelsblatt, especializado em economia. Este novo veículo é publicado de segunda a sexta-feira, com uma edição de 25 mil exemplares, e custa 50 centavos de euro. Seu público-alvo são pessoas que trabalham e que têm entre 20 e 39 anos.

Jovens são o alvo

O objetivo comum dos três novos jornais é atrair o público jovem, ou seja, a geração do e-mail e do SMS, que colhe informações diariamente na televisão ou na internet. As companhias jornalísticas alemãs, que sobrevivem graças ao seu grande número de assinantes, constataram que o círculo de leitores é cada vez mais reduzido. Artigos sobre música pop e páginas − ou cadernos inteiros − dedicados a temas infanto-juvenis parecem não ter sido a solução.

Os jornais compactos têm em comum o formato prático para a leitura, por exemplo, no meio de transporte. Além disso, são coloridos e oferecem assuntos de interesse geral e sobre lifestyle. Franz Sommerfeld, do Direkt: "Nosso jornal também é uma medida de defesa contra a onda do spam político. Quero dizer com isso os discursos dos políticos divulgados literalmente pelos meios de comunicação e pelas agências de notícias, mas que escondem os processos políticos realmente importantes".

Público entre 18 e 35 anos

Tageszeitung NEWS in Frankfurt

Redator-chefe Klaus Madzia apresenta seu "News". O jornal é publicado de segunda a sexta-feira, com uma edição de 25 mil exemplares, e custa 50 centavos de euro Cent. Seu público-alvo são profissionais entre 20 e 39 anos.

O redator-chefe do News, Klaus Madzia, considera a leitura diária de um jornal uma "tarefa altamente política na democracia. Por isso, tentamos descobrir do que os leitores sentem falta nos jornais tradicionais". Jan-Eric Peters, redator-chefe do Die Welt não acha que o novo formato seja uma concorrência ao formato standard.

Em sua opinião, ambos têm públicos diferenciados. "Mais da metade dos leitores do Kompakt têm entre 18 e 35 anos e, segundo pesquisas de mercado, a metade deles não tinha o hábito ou raramente lia jornal", explica.

Uma prova da boa aceitação é que o novo formato foi aprovado pelos filhos de muitas famílias onde se lê jornal tradicionalmente em casa, argumenta Jan Krone, especialista em mídia.

Leia mais