1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

T-Online registra mais de dez milhões de usuários

A ex-estatal das telecomunicações domina o mercado de acesso rápido à internet e anuncia o início da cobrança extra de serviços dos seus usuários.

O maior provedor de internet na Alemanha, a T-Online International, subsidiária da Deutsche Telekom, ultrapassou a marca de dez milhões de usuários. Segundo informou a empresa nesta segunda-feira em Darmstadt, a cifra de dez milhões de clientes foi atingida através de mais um usuário que optou pelos serviços DSL de acesso rápido à internet. Nos últimos dois meses, a T-Online conseguiu atrair mais de 200 mil novos clientes.

Depois do crescimento assustador registrado nos últimos anos, a empresa pretende dar início à cobrança de taxas extras por alguns serviços especiais, como o acesso a fotos dentro da rubrica "entretenimento", segundo informou o diretor de marketing da empresa, Burkhard Grassmann. Com isso, a subsidiária da Deutsche Telekom pretende ampliar sua receita obtida como provedor de internet, através da publicidade e do comércio eletrônico.

Pagar para ver - Os novos serviços, a serem oferecidos em breve, deverão funcionar sob a rubrica T-Vision. O cliente não deverá pagar pelos serviços através de assinatura, mas após cada sessão de uso (sistema pay-per-view). Na maioria das vezes, as taxas pagas deverão ser baixas, não ultrapassando um euro por foto, por exemplo.

A nova T-Vision deverá reunir os setores de música, esporte, cinema e informação. O usuário poderá, se pagar por isso, ter acesso a trechos de filmes que ainda não estrearam no mercado ( sneak previews) ou assistir a shows de músicos conhecidos. O preço, variável, deverá ser estabelecido de acordo com a oferta. O serviço só será oferecido a clientes da T-Online e da tecnologia de acesso rápido DSL. O presidente da empresa, Thomas Holtrop, havia anunciado há alguns meses que "os dias grátis da internet estavam contados".

Até o início de novembro, a Deutsche Telekom havia comercializado 1,7 milhão de ligações DSL. A projeção para o final do ano é de dois milhões de clientes. A tarifa básica de 49 marcos mensais pelo acesso rápido não deve ser modificada pela empresa a curto prazo.