1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Título de honra da Filarmônica de Nova York para Kurt Masur

A distinção ao maestro que é regente titular da célebre orquestra desde 1991 mais parece um prêmio de consolação, ante a recusa da diretoria da Filarmônica em prolongar seu contrato.

default

Kurt Masur deixa este ano a Filarmônica de N.Y.

O maestro alemão Kurt Masur recebeu o título de Diretor Musical Emérito da Orquestra Filarmônica de Nova York. Masur é, portanto, o segundo regente a receber uma distinção outorgada por uma das mais conceituadas orquestras do mundo. O primeiro foi Leonard Bernstein, nomeado "maestro de honra", em 1969. A distinção foi anunciada sábado (01) à noite pelo diretor administrativo da orquestra, Zarin Mehta, ao terminar a última temporada de concertos sob a regência de Masur.

Nos onze anos que atuou como diretor artístico e musical da Filarmônica de N.Y., Kurt Masur muito fez pela orquestra, deixando uma "valiosa herança", segundo Mehta, que também anunciou o recebimento de várias doações para a criação de um fundo de incentivo a novos talentos, que deverá levar o nome do regente alemão.

Velho demais - O público aplaudiu muito o título, mas Zarin Mehta foi interrompido por um espectador que queria saber porque Masur está deixando a orquestra, apesar de ter feito tanto por ela. Pouco antes de se anunciar que Kurt Masur passaria a batuta da Filarmônica de Nova York, ficou-se sabendo que alguns membros da diretoria não quiseram a prolongação do contrato do maestro titular, alegando a sua idade. Masur gostaria de continuar à frente da orquestra, o que também correspondia à vontade expressa dos músicos.

Ninguém entendeu nada quando, pouco depois, divulgou-se quem seria seu sucessor: o maestro Lorin Maazel, que está com 72 anos, isto é, é apenas três anos mais novo do que Masur. Nesse contexto, o título tem o sabor amargo de um prêmio de consolação. Kurt Masur completa 75 anos em 18 de julho, quando dirigirá mais um concerto em Nova Iorque. Três dias depois, ele empenhará a batuta da Filarmônica de Nova York pela última vez, no festival de verão em Tanglewood (Massachussets).

Em outubro, o maestro que adquiriu fama mundial quando dirigia a Gewandhaus de Leipzig, será o maestro titular da Orchestre National de France, acumulando o mesmo cargo na Orquestra Filarmônica de Londres.

Leia mais