1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Técnico critica preparo físico da seleção alemã

O técnico da seleção alemã, Jürgen Klinsmann, criticou a falta de condicionamento físico dos jogadores. Ele pretende intensificar os treinos e espera que cada atleta se esforce para melhorar o desempenho.

default

Klinsmann quer mais agilidade em campo

Jürgen Klinsmann, técnico da seleção alemã de futebol, está bastante preocupado com a preparação física de seus jogadores. Os testes de avaliação corporal realizados recentemente revelam que até os melhores craques estão aquém do esperado.

A falta de condicionamento físico ideal limita o desempenho do time que almeja vencer duas importantes competições que serão realizadas em solo alemão: a Copa das Confederações e o Mundial de 2006. No último amistoso, realizado contra o Bayern de Munique, campeão da Bundesliga e da Copa da Alemanha, a seleção alemã perdeu por 4 a 2.

Nos amistosos contra o Brasil (1x1) e Argentina (2x2), o rendimento físico dos alemães foi bem inferior ao dos brasileiros e argentinos. "Poucos jogadores estão realmente em forma", admitiu Joachim Löw, assistente de Klinsmann. "Nestas partidas conseguimos segurar o jogo por 60, no máximo 65 minutos, depois o time perde o fôlego, abrindo espaço para o adversário", avaliou o técnico da seleção alemã.

Agilidade e velocidade

A Copa das Confederações (15 até 29 de junho), que reúne as seleções campeãs dos torneios continentais mais o país anfitrião, será uma prova de fogo para a selecionado alemão. Klinsmann não quer apenas uma equipe tática em campo. Ele quer agilidade e velocidade, apesar de reconhecer que será difícil fazer grandes mudanças com pouco tempo de preparação.

Isto, entretanto, não significa que a seleção alemã deva manter o ritmo atual. Até a Copa de 2006, cada jogador terá a obrigação de melhorar seu desempenho. Inclusive os que aparentemente estão em perfeita forma física. Segundo Klinsmann, "todos os jogadores têm condições de melhorar seu potencial em 20 ou 30%".

Controle rígido

Para alcançar esta meta, o técnico espera que cada craque se dedique mais à preparação física. Em outras palavras, que fique mais tempo treinando por conta própria. Tal instrução é bem mais do que uma mera recomendação. Quem não apresentar melhor preparo físico corre o risco de não ser escalado para a Copa do Mundo.

Em setembro deste ano e em março de 2006, o técnico fará novos testes de avaliação física com ajuda dos preparadores americanos (especialmente contratados) e de Mark Verstegen, que atualmente supervisiona os treinos da seleção. Nestes testes, Klinsmann poderá verificar a melhora física de cada jogador. "Queremos conseguir manter o ritmo competitivo em campo por 90 ou, se for o caso, até 120 minutos."

Fazendo o possível

Até o início da Copa das Confederações, os craques alemães serão submetidos a um treinamento puxado. Eles receberão um plano individual, de acordo com suas deficiências. Além disso, estão previstos ainda dois amistosos, contra a Irlanda do Norte e Rússia.

Bem que Klinsmann preferiria tirar uns dias de folga antes de mais uma rodada de jogos importantes. Mas a situação de seu time exige uma dedicação extra por parte de todos. Férias, para ele e os jogadores, só depois da Copa das Confederações.

Leia mais