Suspeita de violação de dados pela Telekom mobiliza governo alemão | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 30.05.2008
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Suspeita de violação de dados pela Telekom mobiliza governo alemão

O alcance do escândalo de espionagem da Deutsche Telekom pode ser maior do que se pensava. Ministério do Interior pressiona setor de telecomunicações a se comprometer com padrão máximo de proteção de dados.

default

Altos funcionários e jornalistas foram espionados pela Telekom

No escândalo de espionagem de altos funcionários e jornalistas por parte da Deutsche Telekom, a Promotoria Pública está investigando indícios de violação de sigilo bancário e de rastreamento do itinerário de pessoas espionadas. O depoimento de "um diretor de empresa" confirma, de acordo com a Promotoria, relatos do diário Süddeutsche Zeitung nesse sentido. No entanto, ainda não haveria provas escritas de tal suspeita.

O presidente da Telekom, René Obermann, negou que a empresa tivesse conhecimento da suposta espionagem de dados bancários e ofereceu à Promotoria ajuda nas investigações.

Nesta sexta-feira (30/05), Obermann anunciou ter engajado Gerhard Schäfer, ex-juiz da Corte Federal de Justiça, para investigar o caso na empresa e, como perito independente, formular um novo conceito de segurança de dados para a Telekom. Há dois anos, Schäfer participou do esclarecimento das acusações de espionagem de jornalistas pelo Serviço Federal de Informações (BND).

Deutschland Post Klaus Zumwinkel

Klaus Zumwinkel

O inquérito se dirige contra o antecessor de Obermann, Kai-Uwe Ricke, e contra o ex-presidente do conselho de administração da empresa, Klaus Zumwinkel. Este havia renunciado ao cargo no início do ano, após ter sido acusado de envolvimento em fraude fiscal enquanto trabalhava na Deutsche Post. A suspeita que pesa contra ambos é de abuso na utilização de dados e violação do sigilo postal e telefônico.

Impedir vazamento de informações à imprensa

O Süddeutsche Zeitung divulgou, na edição desta sexta-feira (30/05), que a espionagem praticada dentro da Telekom era mais abrangente do que se suspeitava de início. "Espionavam-se não só ligações telefônicas, mas também a movimentação bancária de jornalistas e altos funcionários da empresa", afirma o jornal. "Além disso, com a ajuda de um software especial, eram feitos rastreamentos do itinerário de certas pessoas."

Há uma semana, Obermann havia admitido casos de abuso de informação dentro da Deutsche Telekom nos anos de 2005 e 2006. A meta dessa operação ilegal era investigar dentro e fora do conglomerado o vazamento de informações internas para a imprensa.

Ministério do Interior reage com prontidão

Em decorrência do escândalo da Telekom, o governo alemão pretende tornar mais rigorosa a lei de proteção de dados e pressionar o setor de telecomunicações a adotar um código de honra nesse sentido.

O ministro alemão do Interior, Wolfgang Schäuble, convocou para a próxima segunda-feira (02/06), um encontro com empresários e associações do setor de telecomunicações, a fim de discutir medidas de melhoria da proteção de dados.

Leia mais