1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Suprema Corte confirma condenação de Berlusconi

Ex-premiê cumprirá, provavelmente em prisão domiciliar, só 1 dos 4 anos a que foi sentenciado por evasão fiscal. Inabilitação a cargos públicos, que pode encerrar sua carreira política, será decidida por outro tribunal.

A Suprema Corte da Itália confirmou nesta quinta-feira (01/08) a sentença de quatro anos de prisão para Silvio Berlusconi por evasão fiscal: a primeira condenação inapelável já recebida pelo senador e ex-primeiro-ministro. O Cavaliere, no entanto, deve cumprir a pena praticamente em liberdade.

Dos quatro anos, Berlusconi terá que ficar detido apenas um, que, por ele ter mais de 70 anos de idade, poderá ser convertido em prisão domiciliar ou trabalho comunitário. O tribunal definiu também que uma outra corte, de Milão, decida sobre a outra parte da condenação, a proibição de que o ex-premiê exerça cargos públicos durante cinco anos.

A condenação é relativa à compra e venda dos direitos de transmissão de filmes americanos pelo grupo Mediaset, império midiático de Berlusconi. A companhia evadiu cerca de 7 milhões de euros entre 2002 e 2003. Outros 280 milhões de euros também não teriam sido declarados, mas, como deixou claro o tribunal, o delito relativo a essa quantia já prescreveu.

Berlusconi tem 76 anos, e a confirmação da inabilitação a cargos públicos poderia representar o fim de sua carreira política. A sentença deixaria sem liderança seu partido, o Povo da Liberdade (PDL), ameaçando a sobrevivência da frágil coalizão de governo na Itália, que a legenda do ex-premiê apoia, e implicando ainda mais instabilidade para terceira economia da zona do euro.

Além deste, Berlusconi tem abertos processos penais por incitação à prostituição de menores e abuso de poder (caso Ruby) e, em audiência preliminar, de corrupção por compra do voto de um senador. O ex-primeiro-ministro também enfrenta processos civis pela compra de uma editora há 20 anos e pelo divórcio de sua segunda mulher, Veronica Lario.

RPR/ap/afp/rtr/efe

Leia mais