1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Suposto responsável pelo filme que ofende Maomé é detido nos EUA

Americano de origem egípcia é detido pela polícia de Los Angeles e tem pedido de fiança negado. Ele teria infringido as regras de sua liberdade condicional.

O homem que seria o responsável pelo filme que despertou protestos de muçulmanos pelo mundo foi detido na noite desta quinta-feira (27/09) pela polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos.

Nakoula Basseley Nakoula, de 55 anos, foi acusado de ter infringido as regras de sua liberdade condicional, relacionada com delitos anteriores. Segundo o procurador Robert Dugdale, Nakoula teria cometido oito violações, incluindo mentir a oficiais que controlavam sua liberdade condicional e usar nomes falsos.

Nakoula também teve o pedido de fiança negado. A juíza Suzanne Segal justificou a decisão afirmando que ele poderia fugir e representa um risco para a sociedade. "A corte tem uma carência de confiança no acusado", afirmou a juíza.

Nas últimas duas semanas, oficiais investigaram se o cristão copta de origem egípcia teria violado os termos de sua soltura enquanto filmava A Inocência dos Muçulmanos. O filme, que apresenta o profeta Maomé de forma negativa, foi rodado no verão de 2011 perto de Los Angeles.

Em 2010, Nakoula havia sido condenado a 21 meses de cadeia por fraude bancária e roubo de identidade. Ele foi solto em junho de 2011, mas estava em liberdade condicional desde então. Depois da polêmica envolvendo o filme, passou a viver escondido. Ele havia sido detido por um breve período no início de setembro.

Produzent des islamfeindlichen Films Die Unschuld der Muslime ist festgenommen worden

Suposto responsável pelo filme já havia sido detido há algumas semanas

RO/rtr/dpa/afp/lusa
Revisão: Alexandre Schossler

Leia mais