1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Suíça e Ucrânia fazem duelo de "zebras"

As duas seleções não são consideradas favoritas ao título e mesmo a sua presença nas oitavas-de-final já é surpreendente. Suíços, líderes do grupo G, têm melhor campanha do que os ucranianos no Mundial.

default

O goleiro suíço Zuberbühler é o único que ainda não tomou gol neste Mundial

Para a jovem seleção da Suíça e para a estreante Ucrânia, ter chegado às oitavas-de-final já foi um bom resultado. Os suíços entram em campo nesta segunda-feira (26/07), em Colônia, como líderes invictos do grupo G – não tomaram nem mesmo um gol. Já os ucranianos vêm de uma campanha bem mais irregular: foram goleados por 4 a 0 pela Espanha, golearam pelo mesmo placar a fraca seleção da Arábia Saudita e sofreram para vencer a Tunísia por apenas um gol.

A campanha não muito convincente não tira as esperanças do técnico Oleg Blokhin. "Pode-se esperar mais de nós agora." Além disso, acrescenta, o seu time não tem muito a perder nas oitavas-de-final. "Isso eleva a nossa adrenalina e a nossa emoção", avalia.

Os principais problemas de Blokhin para o jogo desta segunda-feira estão na defesa. Ele não contará com os zagueiros Andryi Rusol e Vyacheslav Svidersky, suspensos por terem levado o seu segundo cartão amarelo, e Dmitro Chigrinsky, lesionado.

Já os suíços não se consideram favoritos para vencer a partida. "As chances são de 50% para cada um", diz o jogador Tranquillo Barnetta. O técnico Köbi Kuhn terá de compensar a ausência do defensor Philippe Senderos, que se lesionou gravemente no jogo contra a Coréia do Sul. Ele será substituído por John Djourou.

O jogo será o último da Copa a ser disputado no estádio de Colônia.

SUÍÇA X UCRÂNIA

Data: 26/06/2006 (segunda-feira)
Local: Estádio da Copa em Colônia
Horário: 21h (16h de Brasília)
Árbitro: Benito Archundia (México)
Auxiliares: José Ramirez (México) e Hector Vergara (Canadá)

Suíça
Zuberbühler – Phillip Degen, Müller, Djorou e Magnin – Wicky, Vogel, Cabanas e Barnetta – Hakan Yakin e Frei
Técnico: Jako "Köbi" Kuhn

Ucrânia
Shovkovskyi – Nesmachnyi, Yatsenko, Vaschuk e Shelayev – Tymoschuk, Gusev, Kalinichenko e Rebrov – Voronin e Shevchenko
Técnico: Oleg Blokhin

Leia mais