1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Suécia vai reconhecer Estado da Palestina

Em discurso de posse, novo primeiro-ministro Stefan Lofven inclui o reconhecimento na lista de prioridades do governo. Suécia seria primeiro grande país da Europa a dar esse passo.

default

Novo primeiro-ministro da Suécia, Stefan Lofven

A Suécia vai reconhecer o Estado da Palestina, anunciou nesta sexta-feira (03/10) o novo primeiro-ministro Stefan Lofven, sublinhando que a solução do conflito entre israelenses e palestinos passa pela criação de dois Estados.

"Uma solução de dois Estados supõe um reconhecimento mútuo e a vontade de uma coexistência pacífica. Por isso, a Suécia vai reconhecer o Estado da Palestina", declarou Lofven em seu discurso de tomada de posse no Parlamento.

Segundo ele, devem ser respeitadas "as exigências legítimas tanto dos palestinos, quanto dos israelenses quanto à sua autodeterminação e à sua segurança".

O novo governo sueco, formado por social-democratas e verdes, é mais favorável à causa palestina do que o anterior, que seguia a linha dos grandes países da Europa Ocidental na questão.

O reconhecimento do Estado palestino e o apoio ao trabalho de reconciliação estão entre as prioridades do Partido Social-Democrata, que quer igualmente que "os crimes de guerra de Israel sejam analisados e que o bloqueio a Gaza seja suspenso".

O primeiro-ministro sueco não explicou se o reconhecimento será sujeito ao voto do Parlamento, no qual o novo governo é minoritário, nem especificou quando ele acontecerá.

AS/lusa/ap

Leia mais