1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Suástica é pichada em memorial a vítimas do nazismo

Monumento em Berlim lembra assassinato de 500 mil membros da etnia sinti e roma entre 1939 e 1945. Fundação responsável pelo local condena profanação, considerando-a um "anticiganismo agressivo".

Desconhecidos profanaram o monumento berlinense em memória dos sinti e roma assassinados durante o regime nazista, anunciou nesta quinta-feira (28/10) a fundação responsável pelo memorial. Uma suástica e a inscrição "extermínio a gás" foram pichadas no local.

As pichações foram apagadas imediatamente, e a fundação reforçou a segurança no monumento. O crime está sendo investigado. O diretor da fundação, Uwe Neumärker, condenou o ataque, considerando-o um "anticiganismo agressivo".

O presidente do Conselho Central dos Sinti e Roma na Alemanha, Romani Rose, afirmou que extremistas de direita procuram "reavivar o espírito de Hitler" na atual crise migratória. Segundo Rose, o objetivo é ameaçar minorias e incitar a violência contra elas.

O compositor Romeo Franz, que participou da criação do memorial, afirmou que a profanação fere muitos sinti e roma pessoalmente devido à história familiar dolorosa. "Na Alemanha, 70 anos depois do genocídio, nosso povo ainda é excluído e discriminado diariamente", disse.

O

monumento

foi inaugurado na capital alemã em 2012.
Concebido pelo artista israelense Dani Karavan, ele fica no parque Tiergarten, próximo ao Portão de Brandemburgo. O memorial é uma homenagem aos 500 mil sinti e roma que foram assassinados pelo regime nazista entre 1939 e 1945.

CN/dpa/afp/epd/kna

Leia mais