1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Stoiber: Schröder é o coveiro da estabilidade do euro

Os principais partidos políticos alemães aproveitaram as suas tradicionais convenções de Quarta-feira de Cinzas para dar início às respectivas campanhas, com vistas às eleições parlamentares de 22 de setembro próximo.

default

Edmund Stoiber em Passau (ao centro): cerveja é parte do ritual político bávaro

O candidato da oposição democrata-cristã a chanceler, o governador bávaro Edmund Stoiber, foi o grande astro dos espetáculos políticos alemães desta quarta-feira. Stoiber discursou durante duas horas e meia, acusando o governo de Berlim de completo fracasso nas políticas econômica, financeira e no combate ao desemprego. O candidato da oposição classificou o chanceler Gerhard Schröder como "coveiro do pacto de estabilidade do euro". Sob aplausos frenéticos dos cinco mil correligionários que lotavam completamente o Ginásio dos Nibelungos, em Passau, Edmund Stoiber lançou a sua palavra de ordem: "A Alemanha precisa da mudança em 22 de setembro".

O ministro do Interior Otto Schily, principal orador da convenção social-democrata, acusou o candidato da CDU-CSU de fazer promessas eleitorais falsas, por não serem financiáveis. Schily fez uma relação de custos das medidas prometidas por Edmund Stoiber, chegando à conclusão de que elas significariam despesas adicionais de 63 bilhões de euros aos cofres públicos. Se o governador da Baviera chefiasse o governo de Berlim, concluiu o ministro, a Alemanha já teria recebido mais de dez advertências da União Européia por violação do pacto de estabilidade do euro.

Passagem relâmpago

A convenção do Partido Verde contou com a participação do ministro das Relações Exteriores Joschka Fischer, que passou pela Alemanha especialmente para isto, vindo do fórum islâmico-europeu de Istambul e a caminho do Oriente Médio, onde inicia nesta quinta-feira uma nova tentativa de mediação entre israelenses e palestinos.

Como palco de três convenções partidárias, a cidade de Passau, no interior da Baviera, transformou-se no principal centro político da Alemanha nesta quarta-feira. Lá foram realizadas as convenções da CSU (União Social Cristã), do FDP (Partido Liberal Democrático) e do PDS (Partido do Socialismo Democrático). O SPD (Partido Social Democrático) reuniu-se em Vilshofen, também na Baviera, enquanto que o Partido Verde escolheu a cidade de Biberach, no Estado de Baden-Württemberg, para a sua reunião de Quarta-feira de Cinzas.