1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Stoiber é o candidato certo, diz a opinião pública

Primeiras pesquisas realizadas junto à opinião pública apontam Stoiber como a escolha certa dos partidos conservadores CDU e CSU.

default

Não vai ser fácil para Gerhard Schröder manter-se no poder, opinam muitos

A decisão da oposição conservadora de nomear Edmund Stoiber (CSU) para concorrer com Gerhard Schröder (SPD) ao cargo de chanceler federal é vista por especialistas em demoscopia como a tática correta. Considerado competente em questões de economia e mercado de trabalho, Stoiber é um "candidato atraente" para os eleitores do centro, acentua Manfred Güllner, presidente do instituto Forsa.

Um grupo de pesquisa de Mannheim especializado em questões eleitorais confirma que o presidente da União Social-Cristã é mais popular junto aos eleitores do centro do que a presidente da União Democrata Cristã (CDU), Angela Merkel.

Segundo o Forsa, 48% dos alemães vêem a nomeação do governador da Baviera como positiva, enquanto 38% a consideram errada. Na pesquisa, realizada sob encomenda da emissora de televisão RTL e do jornal Bild am Sonntag, foram consultadas 1004 pessoas. A escolha de Stoiber é aprovada sobretudo por homens e por pessoas residentes no oeste do país.

Segundo outra pesquisa, encomendada pela revista Focus ao instituto Emnid, os eleitores atribuem a Stoiber mais competência do que a Schröder em cinco de oito áreas de atuação. O atual chanceler federal é considerado mais capaz em questões referentes aos estrangeiros, à política social e à política externa, mas Stoiber ganha, quando se trata do mercado de trabalho, economia, finanças, segurança interna e educação. Além disso, o governador da Baviera é visto como mais capaz de se impor, enquanto Schröder é considerado mais simpático e disposto a realizar reformas.

Imprensa européia – O acerto da escolha dos partidos CDU e CSU é também a tônica dos comentários nos principais órgãos da imprensa européia. Graças aos bons resultados de sua política na Baviera, Edmund Stoiber teria um bom ponto de partida, o que promete à Alemanha "uma campanha eleitoral empolgante".

Segundo o Tagesanzeiger, de Zurique (Suíça), "Stoiber chega na pior hora possível para o SPD. O número de desempregados ameaça ultrapassar a barreira dos 4 milhões, considerada desastrosa, e a economia alemã teve, no ano passado, desempenho pior do que qualquer outra na União Européia".

Para o italiano La Repubblica, "Schröder precisa preparar-se para uma luta muito árdua, para se manter no poder".

O Le Monde (França), opina que "a economia pode muito bem vir a ser o tendão-de-aquiles" de Gerhard Schröder, que em 1998 derrubou Helmut Kohl após 16 anos de governo.

Leia mais