1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Soldado norte-coreano deserta para o sul

Jovem militar atravessa fronteira fortemente militarizada entre as duas Coreias. Segundo governo do sul, ele disse divergir do regime do norte e ser frequentemente espancado.

Um soldado da Coreia do Norte desertou nesta segunda-feira (15/06) para a Coreia do Sul, atravessando a fronteira fortemente militarizada entre os dois países, afirmou o governo sul-coreano.

Um funcionário do Ministério da Defesa da Coreia do Sul disse que o soldado, de 19 anos, entregou-se aos guardas após atravessar a fronteira em Hwacheon. O desertor afirmou que era espancado com frequência e disse divergir do regime, segundo o ministério sul-coreano.

O caso não provocou qualquer tipo de incidente, e o desertor está sendo mantido sob custódia pelo Estado sul-coreano.

Centenas de norte-coreanos fogem do país todos os anos, mas é raro que o façam atravessando a fronteira terrestre, protegida com arame farpado e guardada por dezenas de milhares de tropas dos dois lados. A fronteira é conhecida pelo nome de Zona Desmilitarizada (DMZ, em inglês) e tem 248 quilômetros de extensão por quatro de largura.

Em agosto do ano passado, dois norte-coreanos cruzaram a nado a fronteira do Mar Amarelo em direção a uma ilha sul-coreana. A maioria dos 25 mil norte-coreanos que fugiram do seu país para a Coreia do Sul desde o fim da Guerra da Coreia (1950-1953) entrou pela China.

AS/lusa/ap/afp

Leia mais