1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Socialistas perdem espaço em eleições municipais na França

Segundo turno de regionais deve confirmar derrota do partido do governo. Desemprego e rumos da economia são motivos de insatisfação entre os franceses. Resultado pode provocar reforma ministerial.

As pesquisas de boca de urna preveem resultados ruins para a esquerda na França no segundo turno das eleições municipais, realizadas neste domingo (30/03). O Partido Socialista, do presidente François Hollande, pode perder o controle de mais de 100 cidades no país. Entretanto, na capital, Paris, é esperada uma vitória socialista.

As eleições municipais são um termômetro para medir o grau de aceitação do governo de Hollande. As derrotas mostram que a população não está satisfeita. Um resultado desfavorável para o governo poderá provocar uma reforma ministerial em Paris, com a possível substituição do primeiro-ministro, Jean-Marc Ayrault, segundo analistas. O chefe de Estado francês já prometeu consequências, sem, entretanto, citar detalhes.

Frente Nacional deve conquistar prefeituras

A queda da esquerda já foi apontada no primeiro turno realizado no último domingo. Os socialistas e seus aliados obtiveram apenas 38% dos votos em nível nacional, enquanto o partido de centro-direita UMP e seus aliados conseguiram quase 47% dos votos.

O grande vencedor do primeiro turno foi o partido de extrema-direita Frente Nacional (FN) que conquistou 5% dos votos. Uma quantidade bem superior ao das eleições municipais de 2008, quando obteve apenas 0,9%. A FN poderá conquistar o governo de algumas cidades.

A alta taxa de desemprego na França é um dos motivos para a perda de votos dos socialistas. Em fevereiro, ela bateu o recorde de 3,34 milhões de desempregados. Desde que assumiu o governo, em maio de 2012, Hollande não conseguiu reverter o fraco crescimento do país.

CN/afp/dpa

Leia mais