1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Snowden ganha Nobel Alternativo

Fundação sueca Right Livelihood atribui prêmio ao ex-analista da NSA por "sua coragem e habilidade ao revelar a vigilância por parte de um Estado, que viola processos democráticos e direitos constitucionais básicos".

O ex-analista da Agência Nacional de Segurança (NSA) Edward Snowden, que denunciou a existência de programas de vigilância em massa dos EUA, foi distinguido nesta quarta-feira (24/09) com o Nobel Alternativo de 2014, um prêmio de direitos humanos atribuído pela fundação sueca Right Livelihood.

"O prêmio honorário Right Livelihood é atribuído a Edward Snowden pela sua coragem e habilidade ao revelar amplamente e sem precedentes a vigilância por parte de um Estado, que viola processos democráticos e direitos constitucionais básicos", anunciou a fundação, que entrega o prêmio anualmente, no seu site.

A distinção honorária, sem qualquer dotação em dinheiro, foi igualmente atribuída ao jornalista Alan Rusbridger, diretor do diário britânico The Guardian, que revelou documentos divulgados pelo ex-analista da NSA. Rusbridger foi distinguido por "construir uma organização global dedicada a um jornalismo responsável e em interesse público, que não se intimida com os desafios colocados pela exposição de más práticas empresariais e governamentais".

Três outras personalidades foram distinguidas com prêmios com uma dotação financeira de 1,5 milhão de coroas suecas (cerca de 490 mil reais): a Comissão Asiática de Direitos Humanos e o seu diretor, Basil Fernando, o ativista norte-americano da luta contra o aquecimento global Bill McKibben e a advogada paquistanesa Asma Jahangir.

No comunicado, a fundação escreve que os prêmios de 2014 reconhecem o "trabalho corajoso e efetivo pelos direitos humanos, liberdade de imprensa, liberdades civis e luta contra as alterações climáticas".

O texto precisa que, contrariamente ao ocorrido anualmente desde 1995, o prêmio de 2014 é anunciado no site da fundação porque o Ministério do Exterior da Suécia não permitiu o uso de sua sala de imprensa para o anúncio. O diretor da fundação, Ole von Uexkull, disse acreditar que isso aconteceu porque Snowden está entre os premiados. A razão oficial são "questões de segurança", disse o diretor.

Não está claro se Snowden comparecerá à cerimônia de entrega do prêmio, em 1º de dezembro em Estocolmo, já que está exilado na Rússia. Ele responde a processo por vazamento de informações sigilosas nos EUA e poderia se extraditado se fosse até a Suécia.

O Right Livelihood Award, mais conhecido como Nobel Alternativo, foi criado em 1980 para apoiar as personalidades que "oferecem respostas práticas e exemplares aos desafios mais urgentes que o mundo enfrenta", lê-se na página da fundação.

AS/lusa/ap

Leia mais