Site sueco disponibiliza testamento on-line para usuários | Novidades da ciência para melhorar a qualidade de vida | DW | 23.02.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Ciência e Saúde

Site sueco disponibiliza testamento on-line para usuários

Usuários do site sueco My Webwill poderão administrar em vida as informações que desejam publicar na internet após morte. Desativação de contas, alteração de perfis e envio de e-mails fazem parte do serviço.

default

Lisa Granberg e Elin Tybring: criadoras do My Webwill

A sueca Sunniva Geertinger ficou muito triste com a morte do namorado neste ano. O fato de não poder encerrar sua conta no Facebook também foi motivo de tristeza. As mensagens direcionadas ao namorado e suas fotos na internet a perseguiam como um fantasma.

"Nossa vida estava toda lá: quando saímos pela última vez de férias, quando renovamos nosso apartamento, e aí por diante", contou a sueca. Apenas depois de várias semanas e através de numerosos e-mails, Geertinger conseguiu apagar o perfil do seu ex-namorado da rede.

Devido a problemas como este, o site sueco My Webwill (Meu Testamento na Web) possibilita que contas de usuários na internet sejam encerradas ou alteradas mesmo após a morte do titular. A empresa pretende iniciar suas atividades na Suécia e Estados Unidos ainda neste mês. Alemanha e Grã Bretanha devem ser os próximos países a contarem com o serviço no próximo ano.

MyWebwill Internetseite

Screenshot do MyWebwill.se

O site My Webwill foi idealizado pela designer Lisa Granberg e sua amiga Elin Tybring. Ambas já tinham ouvido sobre casos de pessoas que haviam morrido, mas seus perfis em sites como Facebook e MySpace não podiam ser apagados por falta dos dados de acesso.

Especialistas esperam que serviços como o My Webwill se tornem mais populares, já que cada vez mais pessoas passam parte de seu tempo na rede. Para Granberg, o site é uma segurança para os internautas, que poderão, mesmo após a morte, controlar sua vida na internet.

Como funciona

Para ter acesso ao serviço do My Webwill, o usuário deve abrir uma conta no site e compartilhar os seus dados de acesso, que serão cifrados e armazenados. "Você nos diz se devemos desativar a sua conta, ou qual conteúdo devemos colocar no site. Depois que ficarmos sabendo por meio das autoridades que você faleceu, nós realizaremos os seus últimos desejos", explica Lisa.

O site oferece gratuitamente até dez desativações de contas na internet e cinco envios de e-mails, que devem ser pré-escritos pelo usuário. Através de um serviço pago, que custa 19 euros por ano, ou 191 euros pelo tempo de vida, o usuário poderá administrar detalhadamente a sua rede de contatos na internet, a alteração de fotos de perfis e a atualização de sites para o caso de seu falecimento. Com este serviço, diversos e-mails podem ser enviados.

Na Alemanha ou Suécia, o My Webwill será automaticamente avisado pelas autoridades do país sobre a morte de um usuário. Já em outros países, o usuário deverá nomear duas pessoas de sua confiança para avisar o site sobre o seu falecimento.

Facebook

Elizabeth Linder, porta-voz da rede social Facebook, informou que, em caso de constatação de morte, o perfil do usuário no site será colocado em "estado de luto". Com isso, suas informações de contatos e comunidades serão apagadas. Porém, o perfil continuará acessível, de forma que os amigos do falecido poderão continuar escrevendo mensagens em sua página.

Autora: Agnes Bührig / Deyvis Drusian

Revisão: Carlos Albuquerque

Leia mais