1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Sinagoga em Berlim é atacada pela segunda vez

A polícia de Berlim continua sem informações sobre a autoria do atentado incendiário contra a sinagoga no bairro Kreuzberg da capital alemã. Ninguém assumiu a autoria do crime anti-semita.

default

Gramado da sinagoga onde explodiu o coquetel Molotov.

Desconhecidos lançaram um coquetel Molotov contra a casa de oração dos judeus, na noite deste domingo (28), sem causar grandes danos. O explosivo detonou ainda no gramado da sinagoga e o princípio de incêndio pode ser debelado a tempo.

A sinagoga de Kreuzberg já havia sido alvo de um atentado em outubro de 2000. Na ocasião, desconhecidos lançaram paralelepípedos contra o prédio e destruíram duas janelas da fachada. Construída entre 1913 e 1916 com capacidade para duas mil pessoas, a sinagoga foi quase totalmente destruída em 9 de novembro de 1938, a chamada "noite de cristal", quando bandos de nazistas promoveram uma orgia de violência contra a comunidade judaica na Alemanha. Eles incendiaram milhares de casas e lojas de judeus, mataram mais de 90 pessoas, prenderam mais de 30 mil judeus e os levaram para os campos de concentração.

Desde o início da nova escalada da violência no Oriente Médio, há três semanas, vários judeus foram atacados em plena rua em Berlim e as ameaças contra pessoas da comunidade e instituições judaicas se tornaram mais freqüentes na Alemanha, segundo o presidente do Conselho Central doas Judeus, Paul Spiegel. Na semana passada, um memorial judaico no bairro de Tiergarten foi profanado com pichação.