Siemens pede autorização para criar um banco | Notícias e análises sobre a economia brasileira e mundial | DW | 28.06.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Siemens pede autorização para criar um banco

Objetivo é tornar os investimentos da empresa mais seguros e ao mesmo tempo facilitar financiamentos para clientes industriais.

default

Kaeser: bancos em dificuldades podem afetar os clientes

A empresa de produtos eletrônicos Siemens encaminhou às autoridades alemãs um pedido de licença para operar um banco, segundo declarações do diretor financeiro da multinacional, Joe Kaeser, ao jornal Süddeutsche Zeitung.

A decisão é uma consequência da insegurança oriunda das dificuldades que o sistema bancário europeu enfrentou após a falência do banco norte-americano Lehman Brothers. "No ambiente regulatório atual, ainda não totalmente transparente, pode-se ser afetado quando bancos se veem em dificuldades", disse Kaeser.

Decisão até o final do ano

A Siemens não quer criar um banco de varejo, mas contar com um meio para definir suas próprias operações financeiras. "Nossa liquidez está agora em torno dos 9 bilhões de euros, e para isso [esse dinheiro] precisamos de opções de investimentos especialmente seguras, e essas poderemos, no futuro, estruturar nós mesmos."

Com um banco próprio, a Siemens também quer baratear os custos de financiamentos para seus clientes industriais ou para grandes projetos, como parques eólicos.

Segundo fontes internas, a licença foi encaminhada ao BaFin, autoridade alemã de supervisão do setor financeiro, em abril passado, e a empresa espera obter a autorização até o final de 2010.

AS/dpa/rtr

Revisão: Roselaine Wandscheer

Leia mais