1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Será o alemão europeu?

Há dez anos, desde a assinatura do Tratado de Maastricht em 1993, todo cidadão alemão passou a ser também "cidadão europeu". Mas a grande maioria dos alemães ainda não sabe o que isso realmente significa.

default

Parlamento Europeu, em Bruxelas

"Cidadania européia? Eu não tenho. Não conheço". Mas no passaporte alemão está escrito: "União Européia". Mesmo assim, cerca de um terço da população alemã desconhece a nova cidadania. Com os vizinhos europeus não é diferente, conforme indicam pesquisas, e mesmo aqueles que já ouviram falar fazem uma falsa idéia do que ela seja.

A cidadania européia garante a todo europeu o direito de escolher livremente o país da comunidade em que queira morar e trabalhar. Velhas burocracias, como uma permissão de trabalho, perderam importância, embora apenas 50% dos alemães esteja informado sobre isso.

Requisitos - O cidadão só precisa preencher alguns requisitos, conforme explica Christina Müschen, representante da Comissão Européia em Berlim. "O trabalhador precisa provar que tem emprego e que sua renda é superior à ajuda social do Estado, para evitar que ele se registre em outro país como desempregado, apenas porque o valor da ajuda seja maior do que ele ganha", explica Müschen.

Além disso, o europeu pode votar nas eleições e até se candidatar a cargos políticos em nível municipal, em qualquer nação da União Européia. E caso se encontre em um país no qual não haja embaixadas ou consulados do próprio país, pode se dirigir ao consulado de outro membro da UE.

Reclamar também é possível. Nikoforos Diamantouros é o encarregado de cidadania da União Européia, uma espécie de ombudsman, para quem os europeus podem reclamar caso haja algo errado em instituições ou órgãos da UE. E, para o caso de algum cidadão se sentir prejudicado pela legislação européia, foi criada a comissão de petições do parlamento europeu.

Os primeiros serão os últimos - No geral, os alemães apreciam a União Européia: 59% deles estão satisfeitos com sua existência, 7% a mais do que seis meses atrás. E 80% são a favor de diretrizes comuns no que diz respeito à política externa. Mas, embora se considerem os mais informados de todos os povos da comunidade, os alemães estão longe de sê-lo de fato. De acordo com os resultados do Estudo PISA, os alemães estão entre os cinco piores conhecedores da estrutura da UE.

Leia mais

Links externos