1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Separatistas concordam em prolongar cessar-fogo na Ucrânia

Rebeldes aceitam estender trégua por mais 72 horas, mas ainda aguardam posicionamento oficial de Kiev. Mesmo sem decisão final, presidente ucraniano teria dito em Bruxelas que vai concordar com proposta.

O líder separatista Alexander Boroday afirmou nesta sexta-feira (27/06) que aceita prorrogar até 30 de junho o cessar-fogo estabelecido com o governo da Ucrânia. A decisão de Kiev, porém, será divulgada assim que o presidente, Petro Poroshenko, retornar de Bruxelas à capital ucraniana e conversar com o ministro da Defesa e o conselho de Defesa.

"O prazo termina às 22 horas e, por isso, vamos decidir ainda hoje", disse o presidente ucraniano, que participou na capital belga de uma reunião de cúpula da UE. Apesar de não divulgar a decisão em Bruxelas, Poroshenko teria dito aos chefes de governo da Alemanha e França que aceitou prolongar o cessar-fogo por 72 horas, assim como a União Europeia havia solicitado.

O presidente russo, Vladimir Putin, também pediu a extensão do prazo para que representantes do governo ucraniano e dos rebeldes possam negociar.

Os separatistas também libertaram nesta sexta-feira observadores da Organização para Segurança e Cooperação na Europa (OSCE). Quatro dos oitos reféns já estão em liberdade. Boroday, autoproclamado primeiro-ministro da "República Popular de Donetsk", afirmou à agência russa de notícias Interfax que em breve libertará os outros observadores.

CN/dpa/rtr/lusa

Leia mais