1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Senado brasileiro convidará Mujica a falar sobre Lula

Comissão aprova convite para ex-presidente uruguaio, alvo de polêmica envolvendo declarações do ex-líder brasileiro. Segundo livro, Lula confessou ao colega sul-americano ter lidado com "coisas imorais e chantagens".

A Comissão de Relações Exteriores do Senado aprovou nesta quarta-feira (03/06) o envio de um convite ao presidente uruguaio, José Mujica, para que ele comente supostas confidências que lhe teria feito o ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva.

O convite é uma iniciativa do senador Renaldo Caiado (DEM-GO), que pretende que Mujica fale sobre trechos do livro Uma ovelha negra no poder, em que os jornalistas Andrés Danza e Ernesto Tulbovitz recapitulam a gestão do presidente uruguaio.

Segundo o livro, Lula confessou a Mujica que, enquanto estava no poder, teve que lidar com "coisas imorais e chantagens". Tal declaração foi relacionada pelo jornal O Globo ao escândalo do mensalão.

Mujica negou que Lula lhe tenha confessado alguma coisa sobre o assunto e insistiu que Lula falou sobre "pressões e chantagens, mas nada de dinheiro ou corrupção". Há pouco mais de um mês, quando a comissão do Senado cogitou a possibilidade de convidá-lo para falar sobre o caso, o ex-presidente antecipou que não pretendia comparecer.

Ainda assim, Caiado insistiu perante a comissão do Senado e conseguiu que o convite fosse aprovado, o qual será enviado ao ex-líder uruguaio nos próximos dias. Segundo as normas internas do Senado, quando uma pessoa recebe um convite do tipo, tem a liberdade de decidir se o aceita ou não.

LPF/efe

Leia mais