1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Seis seleções podem carimbar vaga na Copa neste fim de semana

Com uma vitória frente a Irlanda, tricampeã Alemanha irá a seu 18ᵒ Mundial. Bélgica, Suíça, Colômbia, Chile e Honduras também podem garantir ida ao Brasil na penúltima rodada das Eliminatórias.

As Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014 estão na reta final. Com a penúltima rodada, que tem seu início nesta sexta-feira (11/10), mais seis seleções podem assegurar vagas diretas para a competição. As maiores atenções estão voltadas para a Europa, onde a tricampeã Alemanha, com uma vitória, e seus dois vizinhos pequenos, Bélgica e Suíça, com empates em suas respectivas partidas, garantem suas idas para o Mundial.

As outras três seleções que estão a um passo de carimbar a passagem para o Brasil em 2014 estão na América. No duelo entre Colômbia e Chile, que também se enfrentam nesta sexta-feira, ambos podem garantir suas vagas. E Honduras, com uma combinação de resultados, selará a sua terceira participação em Copas do Mundo.

Alemães perto da vaga

Deutschland Irland Fußball-WM-Qualifikation

Na partida de ida, a Alemanha derrotou a Irlanda por 6 a 1, com Marco Reus (esq.) abrindo o marcador

Depois de mais de três anos, a seleção alemã está de volta à Colônia. No estádio onde perdeu apenas uma vez (2 a 1 para a Espanha, em 1935) em 23 partidas disputadas, a Nationalelf recebe a Irlanda para confirmar a liderança no grupo C e a classificação para a Copa do Mundo de 2014. Para não depender do resultado de Suécia e Áustria, os alemães precisam vencer os irlandeses, que já estão eliminados e nunca bateram os alemães em jogos oficiais.

Mas Joachim Löw, treinador da seleção alemã, advertiu para as dificuldades que sua equipe deve encontrar: "A Irlanda consegue se defender super bem e isso independe de quem seja o treinador ou quais são os jogadores em campo. Esse senso em defender a própria meta está em sua cultura e mentalidade.'

O treinador, porém, não quer correr o risco de ter que decidir a vaga na última rodada na Suécia: "Nós estamos com muita gana, queremos sacramentar logo a classificação". Além da provável classificação, a partida terá um gosto especial para Bastian Schweinsteiger. Depois de sete meses fora da seleção, o volante do Bayern de Munique alcançará sua centésima partida com a camisa da Nationalelf. O recordista é Lothar Matthäus, com 150.

No outro duelo do grupo C, a Suécia – que soma 17 pontos e está a cinco atrás da Alemanha – recebe a Áustria, que com 14 pontos joga a sua cartada final pela vaga no mata-mata das Eliminatórias europeias. Só uma vitória mantém viva as esperanças dos austríacos, que obtiveram sua última vitória contra um adversário de renome há 17 anos, justamente contra a Suécia (1 a 0, em 1996).

Wilmots prestes a reencontrar o Brasil

A empolgação na Bélgica é tremenda. Apenas um ponto separa os Diabos Vermelhos de sua 12ᵃCopa do Mundo. Líder no grupo A e com cinco pontos de folga, a Bélgica enfrenta em Zagreb justamente a vice-líder Croácia. Ambas as equipes contam com desfalques importantes.

Pelo lado croata, o chefe da zaga Josip Simunic e o capitão Dario Srna cumprem suspensão. Já o treinador da Bélgica, Marc Wilmots, não pode contar com Vincent Kompany (zagueiro) e Christian Benteke (atacante), contundidos, além de Eden Hazard, Marouane Fellaini e o goleiro Thibaut Courtois, que são dúvidas para o jogo.

Belgium's soccer team players board a Brussels Airlines plane as supporters of the national squad gather on the tarmac of Brussels' international airport October 9, 2013. Belgium will play against Croatia in their 2014 World Cup qualifying soccer match in Zagreb on Friday. REUTERS/Francois Lenoir (BELGIUM - Tags: SPORT SOCCER)

Centenas de torcedores marcam presença no embarque da seleção belga para a Croácia

Na despedida no aeroporto de Bruxelas, centenas de torcedores, com caras pintadas e até bandeiras do Brasil, estiveram presentes para apoiar a equipe. A última participação em mundiais foi justamente contra o anfitrião da próxima Copa, quando perdeu por 2 a 0 para o Brasil, nas oitavas de final da Copa de 2002. Naquela ocasião, Marc Wilmots esteve em campo e teve um gol legítimo anulado quando a partida ainda estava em 0 a 0.

Situação idêntica vive a Suíça no grupo E. Também com cinco pontos a frente do segundo colocado, os suíços precisam apenas de um empate contra a Albânia, fora de casa, para conseguir pela primeira vez na história a terceira participação consecutiva em Copas do Mundo. Porém, a Albânia ainda tem chances de alcançar a vaga para a repescagem, já que a disputa pela vice-liderança está acirrada: Islândia (13 pontos), Eslovênia (12), Noruega (11) e Albânia (10).

Os outros grupos

Pelo grupo B, com a Itália já classificada, a disputa está restrita pela vaga na repescagem. Bulgária (13 pontos), Dinamarca (12), República Checa (9) e Armênia (9) mantêm as esperanças de irem ao Mundial. O outro grupo com a primeira colocação já decidida é o D. A Holanda já classificada, assiste de camarote Hungria (14), Turquia (13) e Romênia (13) duelarem pela segunda colocação.

epa03636898 Bosnia-Herzegovina's Edin Dzeko (L) in action during the FIFA World Cup 2014 qualification soccer match between Bosnia -Herzegovina and Greece at the Bilino Polje stadium in Zenica, Bosnia and Hercegovina, 22 March 2013. EPA/FEHIM DEMIR +++(c) dpa - Bildfunk+++

Edin Dzeko, principal jogador da Bósnia-Herzegovina, pode levar sua seleção ao primeiro mundial

Já a disputa nos grupos F, G e H está em aberto e promete ser interessante. No grupo F, no qual Portugal está um ponto atrás da Rússia, mas não possui mais o confronto direto. Se Cristiano Ronaldo e seus companheiros quiserem obter a classificação direta, precisam derrotar Israel e Luxemburgo, mas torcer por um tropeço da Rússia contra Luxemburgo ou Azerbaijão. Israel tem chances remotíssimas de terminar em segundo lugar.

Pelo grupo G, pode pintar uma equipe estreante em Copas. A disputa pelas duas primeiras posições está restrita a Bósnia-Herzegovina e Grécia. Ambas as equipes somam 19 pontos, mas os bósnios lideram no saldo de gols. Nas duas rodadas finais, a Bósnia-Herzegovina enfrenta Liechtenstein e a Lituânia, enquanto a Grécia recebe a Eslováquia e Liechtenstein.

Apesar de liderar o grupo H, a Inglaterra segue sofrendo duras críticas na imprensa local, que acusa os jogadores de não se importarem com a seleção nacional. Steven Gerrard, capitão dos Three Lions, rebateu dizendo que as críticas "não fazem sentido" e que "ninguém dá mais importância à seleção do que os jogadores".

A partida contra Montenegro é crucial para as pretensões inglesas, pois o grupo está embolado e um tropeço pode significar a eliminação. Três pontos separam a Inglaterra (16) da quarta colocada, Polônia (13). Ucrânia e Montenegro somam 15.

A Espanha, atual campeã mundial e europeia, divide a liderança do grupo I com a França. Porém, os espanhóis têm um jogo a menos e podem abrir três pontos de vantagem caso vençam a seleção da Bielorússia, em Palma de Mallorca. A França folga nesta rodada.

Jogos decisivos em Barranquilla, Quito e México

Colombian player Radamel Falcao (2R) celebrates after scoring against Peru, during their Brazil 2014 World Cup qualifying sccer match at Metropolitan stadium Roberto Melendez in Barranquilla, Colombia, 11 June 2013. Foto: EFE/Ricardo Maldonado

Radamel Falcao, uma das transferências mais caras deste verão europeu, deve estar no Brasil em 2014

Pelas Eliminatórias sul-americanas, Colômbia e Chile podem confirmar nesta sexta-feira, em Barranquilla, a presença na Copa do Mundo no coirmão continental. O vencedor do duelo entre o segundo e o terceiro colocado estará automaticamente classificado e, em caso de empate ou derrota do Uruguai (quinto) contra o Equador (quarto) em Quito, a Colômbia também estará classificada mesmo perdendo para o Chile.

A classificação direta mais improvável neste fim de semana é a da seleção de Honduras. Terceira colocada nas Eliminatórias da América Central e do Norte, os hondurenhos precisam vencer a já classificada Costa Rica e torcer para que a partida entre México e Panamá termine empatada. Honduras tem 11 pontos, três a frente de Panamá e o México. Vale ressaltar que o quarto colocado ainda precisará enfrentar a Nova Zelândia, vencedor das Eliminatórias da Oceania, para carimbar o passaporte para o Brasil.

O sorteio que define os oito grupos da Copa do Mundo de 2014 será no dia 6 de dezembro. Ao lado do anfitrião Brasil, outras nove seleções já garantiram presença: Argentina, Estados Unidos, Costa Rica, Japão, Austrália, Irã, Coréia do Sul, Holanda e Itália.