1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

SeaWorld anuncia fim de espetáculos com orcas

Rede de parques aquáticos vai substituir programação por atividades educativas relacionadas à conservação marinha. Queda de público, pressão de ativistas e documentário "Blackfish" influenciaram decisão.

A rede de parques aquáticos americana SeaWorld anunciou nesta quinta-feira (17/03) que não vai mais criar novas gerações de baleias assassinas.

Os espetáculos com orcas nos parques de San Diego, Orlando e San Antonio serão substituídos por uma programação dedicada à conservação marinha. Os animais que já estão sob custódia não poderão ser liberados, porque já não podem se adaptar à vida selvagem.

Com queda de público, a SeaWorld é alvo de críticas pelas condições dos cativeiros onde as baleias são mantidas. Ativistas de direitos dos animais exigem o fim definitivo das exibições.

Agências reguladoras da Califórnia já tinham sinalizado que iriam proibir a rede de criar os animais, caso a empresa seguisse com um plano de expansão dos cativeiros.

"A atitude da sociedade em torno desses enormes animais majestosos sob cuidado humano tem mudado por uma série de razões: um filme, a legislação ou os comentários das pessoas na internet", afirmou o CEO da SeaWorld, Joel Manby. "Não compensava lutar contra isso."

O documentário Blackfish (2013) mostra cenas de crueldade na forma como as orcas são mantidas em cativeiro e nas exibições públicas. O filme também aborda a morte de um treinador da empresa, que foi arrastado para debaixo da água e afogado por uma orca durante um show na Flórida, em 2010.

KG/rtr/ap

Leia mais