1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

"Schumi, você precisava disto?"

Imprensa alemã acusa Ferrari de envergonhar piloto tetracampeão com ordem para Barrichello deixar Schumacher vencer GP da Áustria. Críticas unem jornais sensacionalistas e sérios.

default

Banho de champanha para Barrichello, na bizarra festa no pódio austríaco

Com a decisão de mandar Rubens Barrichello abrir mão do coroamento de seu melhor fim de semana na Fórmula-1 e dar passagem para Michael Schumacher conquistar seu primeiro Grande Prêmio da Áustria, a Ferrari parece ter dado um tiro pela culatra. Ao menos, em termos morais, de credibilidade do esporte e até financeiros.

Em Colônia, o Kölner Stadt Anzeiger identifica os pilotos como marionetes e afirma que, "devido a sua monotonia", há muito tempo não se discute mais "se a Fórmula-1 é um esporte". O diário lembra que já se tolerou várias vezes "desrespeitos aos princípios do esportismo" em função de interesses econômicos.

"No entanto, o limite do suportável foi ontem mais uma vez ultrapassado. E a tentativa de declarar como trabalho de equipe a troca de lugares entre Rubens Barrichello e Michael Schumacher, só torna tudo pior. A ordem da escuderia não só decidiu ad absurdum um emocionante duelo, mas também traz danos aos negócios de Ecclestone (dono da empresa que organiza a F-1). E ela ainda desmascara a expressão trabalho de equipe como conversa fiada, pois descredenciou os próprios pilotos da Ferrari ao tratá-los como marionetes e como amadores incapazes de dominar a concorrência no decorrer da temporada", critica o Kölner Stadt Anzeiger.

Cena bizarra: hino alemão para um vencedor brasileiro

Em raras vezes se viu tanto consenso na imprensa alemã quanto nesta segunda-feira. Os jornais destacam a vergonha a que Michael Schumacher e Rubens Barrichello foram submetidos pela Ferrari, estragando o clima de um domingo que tinha tudo para ser de festa para a escuderia em Zeltweg. A manchete do prestigiado Frankfurter Allgemeine Zeitung (FAZ) deixa clara a responsabilidade pelo verdadeiro circo que a Fórmula-1 mostrou domingo: "Ferrari envergonha Michael Schumacher com vitória presenteada."

O FAZ destaca a cena bizarra, protagonizada pelos pilotos envergonhados no pódio. "Dentro da farsa, a entrega dos troféus foi rebaixada de ato festivo a uma piada infeliz. No meio, o humilhado Barrichello lutava contra as lágrimas e, na comemoração de seu grandioso desempenho durante todo o fim de semana, não tocava o hino brasileiro, mas o alemão. Ao lado, o envergonhado campeão mundial Michael Schumacher com cara de tacho."

Arrependimento verdadeiro?

Os jornais alemães destacam o arrependimento do tetracampeão de ter se beneficiado da ordem da Ferrari. "Se eu pudesse fazer a decisão voltar atrás, eu provavelmente o faria", registra o FAZ como declaração de Schumacher. "Eu soube muito tarde da decisão, apenas algumas voltas antes do fim. Não pude pensar a respeito. Talvez eu tivesse ignorado a decisão da equipe. Ainda pisei no freio na reta final, mas já era tarde", publica o Bild, sob o título "Schumi, você precisava disto?"

Vários diários não se esquivaram de mencionar, porém, que Schumacher de qualquer jeito ainda valoriza a decisão da equipe, como uma espécie de garantia contra imprevistos no campeonato. Segundo o Bild, que inclusive criou uma enquete em sua página online para saber se o público acha que Schumacher precisava passar esta vergonha no domingo, o piloto alemão teria até mesmo comentado: "Na próxima corrida ninguém mais vai falar deste assunto." O jornal de maior circulação da Alemanha encerra sua matéria, mandando um recado para o herói nacional: "Ele se engana. Grosseiramente até..."

Leia mais

Links externos