1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Schröder nomeia superministro

O governador da Renânia do Norte-Vestfália, Wolfgang Clement, aceitou chefiar o recém-criado Ministério da Economia e do Trabalho. Ele será o segundo "superministro" alemão, desde 1971.

default

O impaciente Wolfgang Clement deve gerar rápido muitos empregos

Quer se trate da renovação do Partido Social Democrático (SPD), quer de resolver complicadas tarefas políticas, Wolfgang Clement faz tudo em alta velocidade. Tanto seus colegas de partido como sua esposa, Karin, lhe atribuem enorme impaciência. "Senhor, dai-me paciência, mas tem que ser já, já!", a primeira dama renana descreveu certa vez a qualidade mais pronunciada de seu marido. Clement tem a fama de modernizador e de realizador antiortodoxo entre os social-democratas.

O político de 62 anos, filho de um engenheiro, nasceu em 1940 na cidade carvoeira de Bochum, na região do rio Ruhr. Ele estudou Direito e foi redator de política num jornal, onde galgou rapidamente ao posto de vice-redator-chefe. Aos 30 anos, Clement entrou para o SPD, iniciando em 1981 sua carreira política como porta-voz do diretório nacional do partido. Quatro anos mais tarde, acumulou o cargo de vice-diretor-geral. Em 1986 renunciou aos cargos no partido, devido a querelas internas, tornando-se redator-chefe do jornal Hamburger Morgenpost.

Porém essa temporada como jornalista foi breve: já em 1989 seu mentor e patrono, o então governador Johannes Rau, nomeou-o diretor da Chancelaria de Düsseldorf. A partir daí, o ambicioso filho da Vestfália perseguiu sem cessar o caminho para o alto. Considerado herdeiro de Rau, Clement acabou por tornar-se secretário de Finanças da Renânia do Norte-Vestfália, empenhando-se pela expansão das energias renováveis e a criação de postos de trabalho e de formação profissional. Por fim, em maio de 1998, assumiu o governo do mais populoso estado alemão, depois que Rau abandonou prematuramente o cargo para assumir o a Presidência da Alemanha.

Agora, Wolfgang Clement subiu mais um degrau em sua carreira – ele se mudará das margens do rio Reno para o Spree, para ser "superministro" no novo gabinete do chanceler federal Gerhard Schröder. E o premiê precisa mesmo deste pragmático, em especial de sua capacidade de impor-se: pois, dentre suas tarefas como ministro da Economia, Trabalho e Assuntos Sociais, não constam apenas reformas abrangentes do mercado de trabalho e do sistema social, mas ele terá também que reativar a economia da Alemanha, para criar mais empregos. Wolfgang Clement terá o apoio de seu partido no cumprimento dessa difícil missão, pois seu poder no SPD é grande: seus correligionários da Renânia do Norte-Vestfália estarão certamente a seu lado. (av)